27.01.2017 | 13h15


POR ILEGALIDADES

Prefeito de Rondonópolis anula convocação de aprovados em concurso

Um dos motivos é que o número de aprovados e classificados no concurso, realizado no ano passado, é maior do que o número de vagas



O prefeito de Rondonópolis (212 Km ao Sul de Cuiabá), José Carlos do Pátio (SD), anulou o edital de convocação dos aprovados no concurso 001/2016, após parecer da Procuradoria Geral do Município, que apontou diversas ilegalidades e aconselhou a anulação como medida de autotutela.

A decisão, publicada no Diário Oficial do Município de terça-feira (24), levou em consideração a notificação recomendatória do Ministério Público, que orientava o não chamamento dos aprovados no fim do mandato da gestão do ex-prefeito Percival Muniz (PPS), além das vedações legais para nomeação previstas nas leis.

Outro motivo apontado é que o número de aprovados (347) é superior ao número de vagas previstas para provimento imediato (320).

“São várias leis que vedam a prática do ato de convocação. Além da lei eleitoral, a lei de responsabilidade fiscal também vedava tal atitude assim como o Código Penal”, enfatiza o procurador municipal Anderson Godoi.

O chamamento dos aprovados foi realizado no dia 15 de dezembro do ano passado, mas o edital de convocação foi suspenso pela juíza Cláudia Beatriz Schmidt, após pedido da equipe de transição de Governo através de liminar.

Na última segunda-feira (23), o desembargador da 4ª Câmara Civil, José Zuquim Nogueira, entendeu que a equipe do prefeito não tinha legitimidade para mover a ação. Mas a decisão apenas derrubou a liminar da juíza e não julgou o mérito, extinguindo assim o processo. Por conta disso, o prefeito José Carlos do Pátio reviu o ato da administração anterior e decidiu anular o edital.

Mas o procurador-geral do Município alerta que as nomeações ocorrerão conforme a demanda.

“O chamamento dos aprovados ocorrerá sim, de maneira regular, conforme a necessidade do município, cumprindo todas as previsões legais”, destacou. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER