11.08.2017 | 15h06


BOM EXEMPLO

Homem encontra carteira com R$ 65 mil na BR-163 e devolve ao dono

O morador de Sorriso perdeu a carteira na BR-163 e a mesma foi localizada pelo funcionário da Concessionária Rota do Oeste, que registrou tudo em fotografia e encaminhou o procedimento até que o proprietário fosse localizado.



O operador de tráfego, da Concessionária Rota do Oeste, Adão da Silva encontrou, uma carteira com cerca de R$ 65 mil em cheques e US$ 100 (dólares) em espécie, na BR-163, região de Jangada, e a devolveu ao dono, Fabrício Binotto, que é morador da cidade de Sorriso.

Adão disse que foi gratificante ter encontrado o dono da carteira e poder entrega-la.

“Tudo o que achamos deve ser devolvido a quem pertence. Isso é o correto a ser feito. Eu acreditava que poderiam encontrar o dono e fico feliz que tenha dado certo”, comenta.

O encontro entre os dois ocorreu essa semana em Cuiabá, onde Binotto contou que a nota de US$ 100 é de estimação, dada pela madrinha dele, ainda na adolescência para que tivesse sorte.

O operador de tráfego relata que estava inspecionando a rodovia, quando viu um caminhoneiro no acostamento e parou para verificar se precisava de ajuda.

“Ele disse que havia encontrado a carteira jogada. Eu entrei em contato com a Concessionária imediatamente para avisar que o objeto havia sido localizado. Abri a carteira, fotografei tudo o que tinha dentro e mandei para a sede da empresa”, relembra.

Binotto relata que viajava com a família e deixou a carteira em cima do carro para acomodar o filho no banco traseiro e esqueceu. Sentiu falta do objeto quando já estava em Rondonópolis. Ao receber a ligação da Concessionária informando sobre a localização da carteira com todos os pertences, ficou surpreso.

“Não tinha esperança de achar a carteira e muito menos o dinheiro, que foi um presente da minha madrinha que morreu há dois anos. Quando ela me deu, disse que era para eu ter sorte, prosperidade. E sempre andei com a nota na carteira. Fico bem feliz por ter reencontrado do jeito que eu deixei”.

A carteira de Binotto é um dos 302 objetos encontrados na BR-163, desde o início da implantação dos serviços operacionais pela concessionária, em setembro de 2014. Em média, os funcionários localizam um objeto pessoal ou útil a cada três dias. São documentos, dinheiro, fotos, ferramentas, celulares, pneus novos, equipamentos, brinquedos, entre outros.  

Os objetos pequenos são encaminhados para a sede da Concessionária em Cuiabá.  Os materiais grandes ficam nas bases de atendimento ou nas Praças de Pedágio.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Leda  12.08.17 10h57
Por isso acho que o Brasil ainda tem jeito, so arrancar esses puliticos corruptos do poder.

Responder

4
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER