01.12.2010 | 20h31


POLÍCIA

Vigia de 65 anos é agredido em bar, reage e mata agressor com facada

MIRO FERRAZ
DA REDAÇÃO

O vigia Expedito Gonçálves (65) matou com uma facada no coração, o motorista José Roberto da Silva Rodrigues (37). O vigia estava em um bar, no bairro do Baú, próximo à igreja de São Benedito, quando José Roberto (conhecido como Beto), alcoolizado começou a agredi-lo, com tapas no rosto, depois de uma discussão. Segundo informações do dono do bar, senhor Sebastião a vítima freqüentava o bar há muitos anos e chegou ao local por volta de meio dia.

 "Os dois começaram a discutir e o Beto deu um tapa na cara dele [vigia]”, contou. O dono do bar disse que tentou apartar a briga, mas não conseguiu. “Eles continuaram discutindo e o Beto bateu na cara dele mais uma vez e também com um capacete. Quando foi bater mais uma vez o Expedito puxou a faca e enfiou nele”, disse assustado. Segundo Sebastião, por várias vezes pediu para que José Roberto fosse embora, mas não foi atendido.


De acordo com informações de moradores da região, a vítima saiu do bar cambaleando dizendo que iria ao Pronto Socorro de moto, mas em poucos metros caiu morto. Paulo Rogério dos Santos, de 21 anos disse que ficou chocado com a violência do fato e que o lugar é pacato, apesar de estar colado ao centro da cidade. “Eu nunca tinha visto uma cena dessas, um homem esfaqueado e morto na rua da minha casa”, contou estarrecido.

O vigia, que aguardou a chegada da polícia, foi encaminhado para a Central de Flagrantes para prestar depoimento. José Roberto era casado e tinha dois filhos.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO