14.08.2019 | 15h55


LIMPA EM PRESÍDIO

Vídeo mostra momento em que força-tarefa 'invade' PCE na madrugada; criminosos ameaçam 'Salve Geral'

A ação ocorre em sigilo como forma de fortalecer o enfretamento contra os crimes dentro da unidade prisional.


DA REDAÇÃO

Um vídeo mostra o momento exato que a força-tarefa da Operação Elison Douglas ‘invade’ a Penitenciária Central do Estado (PCE), antigo Pascoal Ramos, com o objetivo de tirar regalias de criminosos, como celulares, móveis e visitas. A ação ocorre em sigilo, desde a segunda-feira (12), para fortalecer o enfretamento contra os crimes dentro da unidade prisional.

A Sesp ainda não divulgou relatório com informações da Elison Douglas. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma força-tarefa entrando no presídio pela madrugada. 

Veja:


A visita de familiares, advogados e defensores públicos foi suspensa durante essa semana. Não houve nenhuma notificação prévia sobre a suspensão, o que pegou todos de surpresa.

É prevista para tarde desta quarta-feira (14), uma reunião com o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, na sede da Sesp.

Em nota a Sesp explica, que uma reforma é realizada na PCE desde segunda-feira. Estão sendo realizadas mudanças nas celas, pinturas e retiradas de produtos que estão em desconformidade com o Manual de Procedimento Operacional Padrão do Sistema Penitenciário.

Além da reforma, a Sesp confirma a operação que realiza uma revista geral.  

“Durante esta semana estão suspensas as visitas aos reeducandos, assim como o atendimento a advogados e defensores públicos. Apenas as escoltas emergenciais, em caso de saúde, serão realizadas”, diz nota da Sesp.

Devido a essas medidas, áudios atribuídos à facção criminosa Comando Vermelho têm circulado nas redes sociais, com a ameaça de um ‘Salve Geral’, em Cuiabá. A ação terrorista seria uma resposta à Operação Elison Douglas, realizada na PCE.

Em um dos áudios, um bandido afirma: “A partir das 22h vamos botar o terror em Cuiabá. Não saia de casa muito tarde e não saia antes das 6h”.

Em outro áudio, um criminoso também diz: “O bagulho vai ficar louco nas ruas. Quem não quiser cair que se deita que a pancada vai ser dura”.

A Segurança Pública já identificou um dos responsáveis pela ameaça. Samuel de Souza Valdivino foi preso em flagrante na terça-feira (13), às 15h30, em uma ação integrada da Polícia Judiciária Civil (PJC) e Polícia Militar (PM), no município de Lucas do Rio de Verde (360 km de Cuiabá). Ele responderá pelos crimes de tráfico de drogas e foi enquadrado no artigo 2º da Lei 12850/2013, por promover, constituir, financiar ou integrar, pessoalmente ou por interposta pessoa, organização criminosa, cuja a pena é de 3 a 8 anos reclusão, além de multa.

Elison Douglas

Conforme noticiado pelo , na terça-feira uma grande operação foi deflagrada pelo Sistema Penitenciário para tirar regalias de presos na PCE, unidade considerada de segurança máxima, em Cuiabá.

Segundo o Sindspen, a ação é uma resposta ao pedido de socorro da categoria de agentes prisionais após a execução do agente Elison Douglas, em Lucas do Rio Verde (333 km de Cuiabá), em 30 de junho. 

A Polícia Civil confirmou que o agente prisional foi vítima de uma emboscada. Ele foi morto com pelo menos 20 tiros no momento em que chegava em casa, no bairro Tessele Júnior. Um menor confessou a autoria do crime e disse que tinha uma desavença com o servidor. A polícia, no entanto, também tem como linha de investigação uma suposta ordem para matar Elison, que teria partido de dentro da cadeia. 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Walter   15.08.19 08h54
Não sabemos com que tipo de pessoas estamos trabalhando, se amigo para o bem ou inimigo para o mal, não sabemos onde está infiltrados os meliantes, pra que avisar? Muito espera não funciona, vamos trabalhar.

Responder

0
1

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER