alexametrics
08.07.2020 | 14h22


POLÍCIA / POLÍCIA INVESTIGA

Pastor é denunciado pela filha por tortura física e psicológica

Adolescente relatou à polícia que desenvolveu pensamentos suicidas e práticas de automutilação devido às agressões sofridas dentro de casa


DA REDAÇÃO

Uma adolescente de 15 anos acusou o próprio pai, um pastor de 62 anos, por agressão física e tortura psicológica dentro de casa. A menor procurou a Polícia Civil durante a noite dessa terça-feira (07) e fez a denúncia, após fugir de casa, no bairro São José 2, em Sorriso (420 km da Capital).

A mãe da vítima, nome não revelado, deve ser investigada como cúmplice das agressões.

De acordo com a ocorrência, após ser vítima de novas agressões, a menor fugiu de casa e procurou ajuda na casa da irmã. Após relatar o que acontecia dentro de casa, as duas foram até a delegacia.

Na unidade policial, a adolescente deu detalhes sobre a tortura física e psicológica que sofre desde que tinha 10 anos. Questionada sobe sua mãe, a menor respondeu que ela via as agressões, mas não fazia nada por medo de prejudicar o marido.

A garota disse que teve acompanhamento psicológico do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), já que desenvolveu pensamentos suicidas e praticou automutilação.

Até a publicação desta reportagem os pais da menor ainda não tinham sido intimados para prestar esclarecimentos sobre a denúncia da filha.

O Conselho Tutelar do município também foi chamado na unidade policial e acompanha o caso, que segue em investigação.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime