04.02.2011 | 17h34


POLÍCIA

Obra do PS de Várzea Grande atrasa e sufoco deve continuar em Cuiabá

ROBERTA DE CÁSSIA   17h04
DA REDAÇÃO

O Pronto-Socorro de Cuiabá ainda vai ter que atender por mais uma semana no seu limite. É que a as obras do box de emergência do PS de Várzea Grande devem estar concluídas somente no dia 14 de fevereiro. "A reforma estava prevista para terminar dia 3, mas como ganhamos do Dr. Wagner Marcondes o piso granilite, que faz parte das normas da vigilância sanitária, vamos colocá-lo", explicou João Santana Botelho, Diretor Administrativo e Financeiro da Fundação de Saúde de Várzea Grande.

Segundo Botelho, para minimizar os problemas decorrentes do atraso da conclusão das obras e que está causando superlotação no PS de Cuiabá, a Fundação de Saúde pretende aprontar 12 leitos de internação para transferir pacientes do município que estão internados. "Pelo menos 12 leitos de enfermaria já tentaremos liberar aqui", adiantou.

A reforma cumpre determinação do juiz Onivaldo Budny, da 3º Vara da Fazenda Pública da cidade, recomendada pelo Conselho Regional de Medicina (CRM), Botelho disse que as obras estão bastante adiantadas. "O telhado está pronto 100% e a pintura também está em andamento. Com o granilite não teremos mais problema de corrosão no piso de paviflex quando se faz a desinfecção", explicou Botelho.

Desde que o Pronto-Socorro de Várzea Grande foi interditado no dia 27 de janeiro, que o PS de Cuiabá vem atendendo além do limite. O box de emergência, considerada como ala vermelha, estava com 24 pessoas internadas num espaço adequado apenas para 5 pacientes.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO