alexametrics
25.08.2010 | 18h16


POLÍCIA

Maníaco sexual é preso após outro atacar menino de 11 anos



Um pedófilo procurado há mais de 20 dias pela Polícia Militar foi preso depois de fazer mais uma vítima, um menino de 11 anos. Elbison Marcondes Pinheiro, 33, quase foi linchado por moradores do bairro São Mateus. Cinco crianças que já haviam sido atacadas pelo maníaco fizeram o reconhecimento, além da última vítima.

A prisão foi realizada por militares do serviço de inteligência do 1º Batalhão, que acompanhavam o caso desde que surgiram as primeiras denúncias. De acordo com a Polícia, o número de vítimas pode ser ainda maior já que o alvo do pedófilo eram crianças com idade a partir de 4 anos. Ele transitava com frequência pelo bairro e costumava mostrar o órgão sexual para as crianças na rua. Quando tinha a oportunidade de encontrar uma delas sozinha, arrastava para o matagal e submetia aos abusos. As vítimas eram meninas e meninos, normalmente muito pequenos que não tinham condições de descrever o acusado.

A dificuldade, segundo os PMs, estava na descrição apresentada pelas crianças. Como eram muito pequenas, com idades de 4 a 8 anos, na maioria das vezes diziam que se tratava de um homem "feio". Com o ataque ao menino de 11 anos, que aconteceu por volta das 20h de segunda-feira (23), as informações foram mais precisas e incluíram ainda a bermuda laranja, camiseta azul, boné e mochila que o acusado levava nas costas.

O fato de o suspeito ter o rosto marcado por pequenas perfurações também contribuiu para a sua identificação. Cerca de 12 horas depois do ataque, o acusado voltou ao bairro, foi reconhecido e preso. O fato do pedófilo atacar as vítimas no período noturno também dificultava a identificação, lembraram os PMs.

O menino, que mora no São Mateus, foi atraído pelo maníaco por volta das 20h e levado a um matagal, nos fundos da Universidade de Cuiabá (Unic). Além de ser submetido a sessões de sexo oral, o acusado ainda tentou estuprá-lo diversas vezes.

Ao ser deixado no local, fugiu para casa e contou o que aconteceu para a mãe, que já estava à procura do menino e tinha acionado a Polícia. Os militares do 1º Batalhão passaram a noite em rondas, acreditando que o acusado iria voltar para a região aonde vinha aterrorizando as vítimas.

Foi o que aconteceu no início da manhã de ontem quando, por volta das 8h35, ele foi visto indo do bairro Grande Terceiro, aonde reside, em direção ao São Mateus. Tão logo foi detido, a vítima foi ao local e o reconheceu, além das outras crianças já abusadas.

Com o apoio do oficial de área tenente PM Wesmensandro, foram deslocados 3 policiais que encaminharam o acusado para a Central de Flagrantes e evitaram que ele fosse linchado pela população.

Segundo o delegado plantonista Richard Damasceno Lage, o acusado negou a autoria dos crimes e disse que estava em casa, na companhia dos pais, no momento em que o menino era abusado.

Duas vítimas foram ouvidas e as demais encaminhadas para a Delegacia de Defesa dos Direitos da Criança (Deddica), que dará andamento ao inquérito policial.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime