15.08.2019 | 11h51


RIO GUARIBA

Idoso de 72 anos é morto a tiros dentro de barco em Mato Grosso

A vítima foi encontrada por populares que tomavam banho no Rio Guariba, em Colniza, no início da noite de terça-feira (13). O corpo tinha marca de perfuração por disparo de arma de fogo.


DA REDAÇÃO

O idoso Amadeu Severo, de 72 anos, foi encontrado morto no início da noite de terça-feira (13) em um barco preso por galhos à margem do Rio Guariba, em Colniza (1.043 km da Capital). O corpo, que foi visto por populares que tomavam banho no rio, estava com marcas de perfurações causadas por disparos de arma de fogo.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (B.O), as mesmas pessoas que encontraram o idoso morto na terça-feira, relataram aos policiais que o crime teria ocorrido no sábado (10), pois teriam visto a vítima passando de barco no local. No mesmo dia, as testemunhas disseram ter ouvido um tiro e em seguida visto o barco de Amadeu descendo o rio.

O barco da vítima foi encontrado em meio a galhos de árvores e arbustos, onde metade da embarcação estava afundada e o corpo pendurado na outra parte. Dentro do transporte ainda foi encontrada uma espingarda presa no barco e após verificação foi constatado na arma, uma munição intacta e outra deflagrada e, supostamente, usada no homicídio.

Informações preliminares apontam que o assassino deve ser alguém próximo a Amadeu, uma vez que o corpo não apresentava sinas de luta e provavelmente a arma usada no crime, pertencia à vítima.

A Polícia Civil investiga o caso e nenhum suspeito foi identificado até a publicação desta reportagem.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER