25.11.2010 | 16h54


POLÍCIA

Curado anuncia construção de 28 novos presídios em Mato Grosso

MIRO FERRAZ
DA REDAÇÃO

O secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado, anunciou a construção de 28 novas unidades prisionais em Mato Grosso, nos próximos 11 anos. A menida visa resolver o prolema da superlotação carcerária no estado, que conta hoje com 5.451 vagas, distribuídas em seis penitenciárias, 53 cadeias, um centro provisório e uma colônia agrícola. No total, abrigam 11.227 presos.

O Plano de Modernização do Sistema Penitenciário foi divulgado ontem pela Sejusp e contempla a construção dos novos presídios. A meta é constriur 15 cadeias, 8 penitenciárias, 3 centros de detenção provisória e 5 colônias agrícolas.

Obras dos centros provisórios já estão sendo realizadas em Juína e Pontes e Lacerda e devem ser entregues no início do ano que vem. O custo médio de cada uma é de R$ 4,5 milhões.

Várzea Grande receberá uma penitenciária, com capacidade para 421 presos. O dinheiro para a obra já foi liberado. A unidade está orçada em R$ 19 milhões. "Será uma unidade modelo tendo como anexo uma indústria para os presos trabalharem. Eles vão pagar a pena", disse Curado.

E tem mais novidadades na área. Uma delas é a construção de 5 presídios femininos. Cáceres, Rondonópolis, Sinop, Água Boa e Barra do Garças. Cada um apto a abrigar 256 detentas. Hoje, existe apenas uma unidade, em Cuiabá, com 180 vagas, mas que abriga 394 presas.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO