14.02.2020 | 17h15


PODERES / INAUGURAÇÃO DE RODOVIA

Mauro pede para Bolsonaro destravar Ferrogrão e critica entraves ambientais

Governador tentou sensibilizar o presidente afirmando que a obra é importante para escoar a produção agrícola do país e melhorar a economia brasileira


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) aproveitou a solenidade de inauguração das obras de pavimentação da BR-163, nesta sexta-feira (14), para pedir ajuda do Governo Federal para destravar as obras de ferrovias em Mato Grosso e terminar a BR-158.

Sobre a Ferrogrão, Mauro destacou que os trilhos vão ligar a cidade de Sinop (479 km de Cuiabá) ao vilarejo de Miritituba (PA), que, segundo Mendes, será importante para escoar a produção agrícola do país e que, consequentemente, resultará na melhora da economia brasileira. Ele pediu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, solução para iniciar as obras e terminá-las ainda no mandato do presidente.

Mauro pediu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, solução para iniciar as obras e terminá-las ainda no mandato do presidente.

“Tenho certeza que com os passos que foram dados e com a celeridade que estou vendo que o Ministério e o ministro Tarcísio [Freitas, da Infraestrutura] tem tocado esse projeto, a importância que tem para o agronegócio brasileiro, e que não precisaria discorrer da importância que tem para economia, nós temos a oportunidade sob sua liderança e sob a liderança do ministro de começar no seu mandato de terminar no seu mandato essa importante ferrovia para Mato Grosso, para o Pará e para o Brasil”, disse.

Em seguida, o governador lembrou da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) e das obras de asfalto da BR-158, que lamentou não estar 100% asfaltada. Segundo o governador, ela não foi concluída porque trecho passa por uma reserva indígena. Mauro aproveitou a solenidade para pedir ao presidente soluções para destravar o licenciamento ambiental.

“Acredito que, como a Ferrogrão será importante para essa região do Brasil e dos nossos Estados, a Fico no Centro Oeste, entrando pelo Araguaia, também será uma ferrovia bastante importante assim como asfaltar a 158. Uma rodovia que passa hoje quase duas mil carretas por dia e que está praticamente 100% asfaltada, a não ser um pouco mais de 100 quilômetros que atravessa uma reserva indígena que foi criada há poucos anos”, ressaltou.

“Precisamos ministro Tarcísio e presidente Bolsonaro encontrar uma solução para esses problemas que afligem a infraestrutura do país que os entraves ambientais. Conversei com o ministro Onyx [Lorenzoni, da Cidadania], temos no Congresso um novo marco do licenciamento. Com a coragem que o senhor tem demonstrado para enfrentar temas que nunca foram enfrentados, poderemos criar uma nova realidade que traga justiça, que preserve o meio ambiente, mas que preserve os interesses dos brasileiros e de quem trabalha e de quem produz nesse país”, complementou.

Demarcação de terra indígena

O presidente Jair Bolsonaro destacou que a obra da BR-163 só foi possível devido à independência dos ministros, a lealdade e a fidelidades deles ao povo.

O presidente Jair Bolsonaro destacou que a obra da BR-163 só foi possível devido à independência dos ministros, a lealdade e a fidelidades deles ao povo.

“Temos muito, mas muito menos recursos que governos anteriores, mas não fizemos o que eles fizeram. Nós nos empenhamos para defender o interesse do nosso país”, disse.

Depois começou a discursar sobre demarcação de terras indígenas. Bolsonaro comentou que nos últimos 13 meses não ocorreram nenhuma demarcação no país e que a política adotada até o ano passado era atrasada, equivocada e que atendia interesses de outros países.

“Não é atoa que o chefe de um grande estado da Europa atirou, de modo figurativo, em mim no ano passado. A Amazônia é nossa. A Amazônia é até solução para o mundo, mas não vai continuar sendo um problema para nós. Queremos integrar e não admitimos aqueles que querem que o índio permaneça como homem pré-histórico preso em seu território”, disse.

Ele ainda comentou sobre a elaboração de um projeto que possibilite garimpo em terras indígenas.

“O Norte de Mato Grosso prezado governador, os Parecis bem demonstram o que eles querem. Eles querem fazer o que nós fazemos, por isso apresentamos um projeto que visa apenas dar direito que se garimpe em terra indígena, queremos que nesse projeto o índio tenha o mesmo direito que seu irmão fazendeiro do lado tem”, falou.

Veja o vídeo da solenidade de inauguração da BR-163:











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO