23.03.2020 | 07h05


PODERES / VEJA VÍDEO

Emanuel vai recorrer de decisão que determinou manutenção de 30% do transporte coletivo

Justiça determinou que 1/3 da frota circule para transportar servidores da área da saúde


DA REDAÇÃO

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, avisa que vai recorrer da decisão judicial que determinou o funcionamento de 1/3 da frota do transporte coletivo na Capital. Em vídeo postado nesta madrugada nas redes sociais, faz mais um apelo à sociedade e pede para que ninguém faça uso do serviço de transporte público neste momento. “Por pura medida de segurança, use outra alternativa. O ônibus permite uma rápida propagação da doença”, enfatiza.

O prefeito define a decisão judicial como uma “violência, insensível e cruel a que estão submetendo a sociedade cuiabana". “Somos quase 700 mil cuiabanos diante de um cenário incerto e devastador. Vamos recorrer contra qualquer medida que possa colocar em risco a saúde da população. O transporte público é importante, mas a vida humana é mais. A economia é importante, mas a vida humana é muito mais”.

Leia também

Justiça atende pedido do Estado e determina que 30% dos ônibus circulem

 

Veja o vídeo

https://www.youtube.com/watch?v=DS0fG6yeldw&feature=youtu.be











(4) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Teka Almeida  23.03.20 10h17
Prefeito vou dar uma sugestão, veja com a área de saúde, hospitais, laboratórios e o que se fizer necessário e peça a quantidade de pessoal e a forma de como vão trabalhar/escala. Disponibilize a quantidade necessária de ônibus para o deslocamento desse pessoal, façam um plano/rota. Pois como estão suspensos os gastos de repasses para as empresas por cancelamento dos passes livres invista esse dinheiro nessa ação. Com isso a população não utiliza o ônibus, cumprindo seu decreto. A sugestão vale também para o Mauro MENTE governo FAKE NEWS que insiste em ter servidores ainda trabalhando.

Responder

1
1
Benedito costa  23.03.20 08h42
Prefeito deixa de ser burro! Você baixou o Decreto proibindo a circulação de ônibus na cidade, daí vem a justiça e obriga a colocar pelo menos 30% funcionando. Se algum for infectados dentro desses ônibus a culpa não será sua e sim da justiça. Esse é seu trunfo.

Responder

1
1
arabe  23.03.20 08h00
entao senhor prefeito porque nao fala em prorrogaçao do vencimento do IPTU ou de dar desconto de 50% ou mesmo sua anistia neste ano , afinal a populaçao esta contribuindo e o senhor que fará ? qual vai ser sua parcela de contribuiçao ?afinal fechamos nossos postos de trabalho e os boletos pingam sem cessar.(será que este veiculo publicará meu comentario?)

Responder

5
0
Marcos   23.03.20 07h43
Esse porcaria vai mandar uber para buscar quem não tem condição de se locomover e quem vai pagar as contas do povo ele paga as dele com dinheiro no palito Ainda tem otário que defende

Responder

5
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO