alexametrics
13.07.2020 | 09h47


GERAL / VEJA FOTOS

Músico morre afogado em represa e familiares resgatam corpo com rede de pesca

Arli Quirino da Silva pescava com a esposa e amigos, que saíram por um instante, e quando voltaram encontraram apenas o chapéu dele flutuando na água da represa, em Tangará da Serra


DA REDACÃO

O músico Arli Quirino da Silva, de 64 anos, muito conhecido na cidade, morreu afogado no final da tarde de sábado (11), enquanto pescava em uma represa com sua família, em Tangará da Serra (239 km ao médio-norte de Capital). O corpo foi encontrado na tarde deste domingo (12), por seus familiares.  

Ele pescava com sua esposa e um casal de amigos, que deixaram o local por uns instantes e quando retornaram encontraram apenas o chapéu flutuando na água. Eles acionaram o Corpo de Bombeiros, que chegou rapidamente e deu início às buscas pela vítima.

A equipe identificou que o local tinha uma água turva, sem galhos, o que dificultou o trabalho dos militares. Os bombeiros-mergulhadores acabaram precisando de mais cilindros de oxigênio para continuar a procura por Arli. Devido ao horário, a atividade foi suspensa pela falta de visibilidade, para ser retomada no dia seguinte. 

No domingo, os familiares resolveram continuar as buscas, antes mesmo da chegada dos bombeiros. Com uma rede de pesca, eles encontraram o corpo do idoso no fundo da represa.

A suspeita é de que Arli entrou no local para nadar e acabou tendo um mal súbito. 

A Polícia Civil investiga o que aconteceu na represa.  

Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime