28.02.2020 | 07h27


GERAL / ESTADO DE ALERTA

Mato Grosso tem dois casos suspeitos de corona vírus, aponta Governo

Pacientes são moradores de Alto Taquari e Glória D'Oeste



A Secretaria Estadual de Saúde, por meio do Centro de Operações em Emergência a Saúde Pública para o COVID-19, confirma que acompanha dois casos suspeitos de coronavírus em Mato Grosso, um em Alto Taquari (479 km ao sul de Cuiabá), conforme divulgado ontem pelo com entrevista exclusiva com a médica que acompanha o paciente e o outro em Glória D’Oeste (312 km a Oeste). A SES afirma que imediatamente foram acionados os serviços de saúde locais para o monitoramento e a tomada de medidas que envolvem cuidados clínicos, investigação e orientações. 

A secretaria afirma que tais condutas seguem o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde para o COVID-19, que visa à proteção individual e coletiva. A SES destaca que, com o Decreto de Emergência de Saúde Pública de Interesse Nacional para o COVID -19, as ações que envolvem qualquer caso de Síndrome Gripal devem ser priorizadas e todas as condutas protocolares devem ser rigorosamente seguidas no sentido de garantir o contingenciamento do risco de disseminação do vírus.

O órgão estadual ainda reforça que todo caso suspeito, após a notificação do caso no sistema de informação pelo serviço, é enviado ao Ministério da Saúde que avalia e declara se o caso é suspeito ou não.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infeccções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com
o meio ambiente;
utilizar lenço descartável para higiene nasal;
cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
manter os ambientes bem ventilados;
evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Leia mais sobre o assunto:

Médica afirma: Sintomas de homem que chegou da Itália são de coronavírus

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO