17.09.2019 | 11h40


CALOR HISTÓRICO

Equipamento registra 60 graus em chão de Cuiabá; ponto de ônibus tem calor de 44 graus; veja vídeo

Dados foram colhidos na segunda-feira (16), dia mais quente dos últimos 108 anos na Capital.


DA REDAÇÃO

O calor toma conta nessa época do ano, em Cuiabá, que registrou o seu dia mais quente nos últimos 108 anos, sendo 42,3 graus, na última segunda-feira (16). Além disso, o chão da Capital chegou a marcar 60 graus, conforme apontaram os termômetros. 

Um vídeo feito pelo empresário Cesar Laércio Albring mostra o momento em que ele aponta o equipamento para o cimento da sua calçada e registra uma temperatura altíssima.

Veja:

A equipe de reportagem do programa Bom Dia MT, da TV Centro América, afiliada da Rede Globo, junto com o especialista em climatologia Rodrigo Marques, saiu às ruas para medir o “calorão” da cidade.

Em um ponto de ônibus, o banco registrou 44 graus. Já dentro de um transporte coletivo, relativamente vazio, foram marcados 38 graus.

O chão do Centro de Cuiabá marcou 56 graus, na tarde de ontem (16).

O recorde de calor histórico era de 42,2°C, registrado em 6 de outubro de 1940. Esta havia sido a maior medição desde 1911, quando tiveram início as medições, até agora.

*Com informações TVCA











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Thiago  17.09.19 13h46
A culpa é da população cuiabana, ao invés de plantar árvores, arranca! Os administradores do estado deveriam fazer uma campanha, plante mais árvores e ganhe descontos nos tributos, ou algo similar.

Responder

10
0
Matias  17.09.19 12h09
O que esperar de uma cidade onde boa parte de seus habitantes cortam árvores de suas propriedades para dar lugar ao cimento? Penso que o Poder público em Cuiabá deveria adotar políticas públicas para incentivar a população a plantarem árvores nas suas calçadas e quintais. Como sugestão, conceder desconto de 2% no IPTU para cada árvore de médio ou grande porte na calçada de uma propriedade, com limite de 10% (cinco árvores). A mídia também deveria entrar mais a fundo nessa questão, como apoiar essa singela sugestão, que assim feito, amenizará o clima em Cuiabá e voltando ao título de cidade verde.

Responder

9
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER