11.09.2014 | 09h10


DEGRADAÇÃO AMBIENTAL

Caminhões de Cuiabá despejam sobras de obras em área de preservação de VG

"A alternativa para flagrar é a implantação de câmeras de segurança; com o monitoramento vamos conseguir identificar e punir. Sem elas não há o que fazer", diz secretário


DA REDAÇÃO

Revoltado com a mudança no cenário acostumado a ver da janela de seu apartamento, um advogado procurou o RepórterMT para denunciar o despejo ilegal de restos de construção civil em uma Área de Proteção Ambiental (APP), no bairro Carrapicho – em Várzea Grande.

O advogado, que preferiu não se identificar, flagrou os caminhões despejando os entulhos no último domingo (07). “Nos últimos três meses essa cena se tornou comum. Geralmente a situação acontece nos sábados, domingos e feriados. É muito triste ver um cenário que há poucos meses era tomando pelo verde, ser destruído aos poucos”, lamentou.

O advogado disse que procurou a Polícia Militar, Polícia Ambiental e a própria Prefeitura para denunciar o caso, mas a denúncia não foi atendida. “Ninguém apareceu; enquanto isso continuamos vendo essa cena que retrata a impunidade. É um absurdo”.

O secretário de Serviços Públicos da cidade, Roldão Lima, afirmou que os caminhões são de Cuiabá, já que a secretaria desenvolve um trabalho de fiscalização nas empresas que trabalham com restos de construção.

“Esses caminhões não são de Várzea Grande, fiscalizamos esse tipo de despejo. Já os caminhões de Cuiabá aproveitam os dias em que não há fiscalização para despejar de forma irregular esses restos”.  

Roldão confirmou que a área é de proteção, pois margeia o lado várzea-grandense do Rio Cuiabá. “Esta área é uma APP, e essas situações são proibidas”.

Roldão diz que a alternativa para flagrar esses caminhões é a implantação de câmeras de segurança que serão disponibilizadas pela Secretaria de Segurança Pública do Estado. “Com o monitoramento vamos conseguir identificar esses veículos e punir os responsáveis, do contrário não tem como fazer nada”.

Veja o flagrante:

Galeria de Fotos:
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT
Crédito: Leitor RpMT










(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Eduardo  29.09.14 15h42
Como assim sr. Secretário, se o problema acontece nos finais de semana, basta solicitar a presença da guarda municipal p dar o flagrante, não é mesmo?

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER