14.03.2011 | 17h30


CIDADES

Fronteira do Mato Grosso tem 100% do seu rebanho vacinado

DA REDAÇÃO 16h24

Dados divulgados pelo Indea - Instituto de Defesa Agropecuária - na última sexta-feira (11) mostram que 102.480 mil animais receberam a primeira das três etapas da vacinação contra febre aftosa. Foram 516 propriedades rurais na região da fronteira de Mato Grosso com a Bolívia.

A vacinação foi realizada no mês de fevereiro e atingiu 100% dos animais de zero a 12 meses, em três municípios localizados na faixa de 15 quilômetros da divisa: Vila Bela da Santíssima Trindade, Porto Esperidião e Cáceres.


O município de Vila Bela da Santíssima Trindade vacinou um rebanho de 54.442 mil cabeças na faixa etária de zero a 12 meses, das 844.862 mil que possui em 240 propriedades. Porto Esperidião vacinou 27.069 mil cabeças, das 490.305 mil produzidas em 82 fazendas. A cidade de Cáceres vacinou os 20.939 animais na faixa etária de zero a 12 meses, de um rebanho de 884.692 cabeças de gado, em 194 propriedades rurais.


Segundo o superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso - Acrimat, Luciano Vacari, o setor pecuário é um dos principais responsável pelo desenvolvimento, geração de emprego e renda de Mato Grosso. "O produtor hoje sabe de sua responsabilidade social, de preservação ambiental e de manter o status sanitário do maior rebanho bovino do país", completa Vacari.


Mato Grosso possui 780 quilômetros de fronteira seca com a Bolívia, dos quais 15 km são vigiados para que o vírus da aftosa não transite em ambos os territórios. "Avaliações técnicas realizadas pelo Ministério da Agricultura demonstram que essa faixa de 15 quilômetros é suficiente para garantir segurança sanitária", disse o presidente do indea, Valney Souza Corrêa.

As vacinas, que foram doadas pelo Fundo Emergencial de Sanidade Animal no Estado de Mato Grosso (Fesa), são aplicadas com agulhas oficiais e o trabalho é acompanhado pelos técnicos do Indea. "A vacinação na fronteira é diferente das demais etapas, pois o Indea vai de fazenda em fazenda e isso dá garantia da sanidade do nosso rebanho", pontua o presidente.


A próxima etapa de vacinação contra febre aftosa será no mês de maio para animais de 0 a 24 meses e outra em novembro para animais de todas as faixas etárias.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO