10.05.2019 | 09h40


MAUS-TRATOS

Homem é preso por promover rinhas de galo; 60 aves foram apreendidas

Um ringue, seringas e outros materiais foram apreendidos na casa onde estavam os animais com sinais de maus-tratos.


DA REDAÇÃO

Juvenal Lopes de Barros Filho, de 34 anos, foi preso em tangará da Serra (242 km de Cuiabá), na quinta-feira (09) por promover rinha de galo.  A prisão ocorreu por operação da Polícia Ambiental e Secretaria de Meio Ambiente (Sema), que também apreendeu 60 galos e aves usados na luta.

O homem é dono do imóvel onde estavam os galos e outras aves. Juvenal negou que organizasse rinhas e argumentou que cria os animais para venda.

No entanto, além dos animais, os policiais encontraram materiais usados nas disputas ilegais. De acordo com a polícia, havia sinais de maus-tratos das aves.

Um ringue, seringas e outros materiais foram apreendidos na casa. Foram encontrados 34 pintinhos, 14 galos, seis galinhas, quatro garnisés e um canário com anilhá, presos em jaulas separadas com esporas cortadas.

A abordagem se deu após denúncia feita à Sema.

A rinha de galo é crime. Juvenal foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil e vai responder por maus-tratos aos animais.

Leia mais:

PF descobre 'mega' rinha de falo em chácara comandada por traficantes em Cuiabá 

 

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

pedro Kuhl  11.05.19 09h12
Achei que fosse o Telmo alí do Distrito de Boa Esperança do Norte em Sorriso-MT

Responder

0
0
Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER