25.03.2019 | 17h25


ESTRUTURA PRECÁRIA

Muro do Centro de Custódia de Cuiabá desaba e Governo suspende visitas

Segurança do local é feita por agentes do Serviço de Operações Especiais até o início das obras de reconstrução.


DA REDAÇÃO

As visitas aos presos do Centro de Custódia da Capital (CCC), localizado no Bairro Novo Mato Grosso, estão suspensas desde domingo (24) depois que parte do muro de proteção da unidade veio abaixo na tarde do último sábado (23).

O CCC abriga detentos com nível superior, advogados e magistrados em prisão preventiva e acusados de não pagar pensão alimentícia. Já passaram pela cadeia personalidades conhecidas do mundo político, como o ex-governador Silval Barbosa e os ex-secretários de Estado Pedro Nadaf, Paulo Taques, Permínio Pinto, além de empresários como foi o caso de Alan Malouf – dono do Buffet Leila Malouf.

Ao , a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) afirmou que a estrutura já apresentava rachaduras e que uma equipe de engenharia do Governo fará avaliação para saber quais medidas serão tomadas para a reconstrução do muro.

Já as visitas, a cerca de 40 presos, devem ficar suspensas até quarta-feira (27). 

Enquanto isso, como medida de reforço na segurança do Centro de Custódia, o Governo colocou agentes do Serviço de Operações Especiais (SOE) para vigiar a cadeia 24 horas. Foram colocadas ainda, de maneira provisória, placas de zinco no trecho em que o muro desabou, até que as obras de reconstrução tenham início.

Leia mais 

Tempestade derruba muro; PM reforça segurança de menores apreendidos 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER