12.10.2010 | 13h05


POLÍCIA

Ex-presidiário é executado em VG com 21 tiros; comparsa traficante é preso

SILVANA RIBAS
DA REDAÇÃO

O ex-presidiário Bernardino Santana de Almeida, 32, o "Pipoca", foi executado com 21 tiros na noite de domingo (10), no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá. Foram 11 tiros na cabeça e os demais no tórax. A casa em que ele e outras 4 pessoas estavam, inclusive uma adolescente, foi invadida por 2 homens portando revólver e pistola.

Bernardino ainda tentou correr e foi morto em um dos quartos. Ele já havia sido condenado a 25 anos de prisão, por crimes de homicídio e roubo, e estava no regime semiaberto desde junho do ano passado.

Além dele também foi atingido por um disparo na altura das nádegas Luiz Carlos Corrêa de Almeida, o "Caio", apontado pela Polícia como um dos homens que comanda o tráfico na região do Pedra 90.

Ele foi socorrido e encaminhado para um hospital particular de Cuiabá para ser submetido a uma cirurgia. Segundo o delegado Antônio Garcia de Mattos, adjunto da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Caio possui um mandado de prisão em aberto por tráfico, o qual será cumprido no hospital.

A Polícia espera obter com o depoimento de Caio as informações para chegar aos autores e a motivação do crime. Outra testemunha importante seria a mulher de Caio, Neiva Maria de Oliveira, 34, que estava na casa e fugiu logo após o homicídio. Segundo Garcia, ela também está com prisão decretada por envolvimento em crimes de tráfico.

As ações criminosas de Caio na região do Pedra 90, onde ele é apontado como mandante de assassinatos relacionados ao tráfico, podem ser o motivo da execução. Garcia não descarta a hipótese de Bernardino ser o "braço direito do criminoso" e autor de grande parte destes crimes.

Outra informação, ainda não confirmada, é de que na hora em que Bernardino foi executado, Caio não estava no local e foi "caçado" em outro ponto do bairro, onde acabou atingido. O crime aconteceu por volta das 21h, na rua 14, próximo a uma igreja evangélica. Os 2 criminosos chegaram em uma moto, que usaram para a fuga.

Bebedeira

Duas tentativas de homicídio foram motivadas por bebedeiras no domingo. No Jardim Liberdade, por volta das 18h, Jacildo Pinheiro de Lara, 36, foi ferido por uma facada nas costas pelo companheiro de boteco, identificado como Jairo. Os 2 bebiam juntos quando se desentenderam.

No Jardim Mossoró, Ilton Borges dos Santos, 27, acabou se desentendendo com o primo Cláudio Borges da Silva, 27, que o atingiu com facadas nas costas e depois fugiu. Vítima e acusado também estavam bebendo juntos antes do crime.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO