14.08.2015 | 10h25


ASSASSINO E MENTIROSO

Coronel da PM não reagiu, morreu tentando proteger filhos, diz viúva

Os bandidos atiraram várias vezes quando descobriram que um deles era PM, e para proteger os filhos, Helton acabou se jogou na frente da arma, para proteger os filhos, sendo baleado 5 vezes. A esposa também foi atingida tentando proteger o marido.


DA REDAÇÃO

Cristiane Martins, a viúva do tenente-coronel da Polícia Militar, Helton Vagner Martins, de 38 anos, contrariou a versão apresentada pelo menor, de 15 anos, que matou com tiros na cabeça o policial, durante um assalto à casa dele, que ocorreu na cidade de Sinop (500 km de Cuiabá), na noite do último sábado (8). O bandido disse que atirou na vítima porque ele teria tentado reagir ao roubo ao segurar sua arma.

Para proteger os filhos, de 12, 16 e 5 anos, o tenente-coronel acabou baleado cinco vezes (na cabeça e no peito) ao se jogar em frente à pistola calibre 380.

Ainda hospitalizada, Cristiane, que também foi baleada na perna e braço, contou ao delegado Marcelo Carvalho, da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf), que após descobrirem que Helton era PM, os bandidos atiraram várias vezes dentro do quarto. Para proteger os filhos, de 12, 16 e 5 anos, o tenente-coronel acabou baleado cinco vezes (na cabeça e no peito) ao se jogar em frente à pistola calibre 380. Cristiane também foi atingida tentando proteger o marido. No entanto, não corre risco de morte.

A esposa também foi atingida tentando proteger o marido. No entanto, não corre risco de morte.

Ao delegado, a viúva contou que após serem rendidos os bandidos começaram a vasculhar a casa em busca de objetos de valor. Um dos criminosos entrou no quarto do policial e encontrou um boné dele com o emblema da PM. “Do cômodo o bandido gritou aos comparsas que uma das vítimas seria policial, em seguida houve a tragédia”, destacou Marcelo em entrevista ao .

Marcelo contou que ainda vai ouvir outras testemunhas, mas que nos próximos dias deve finalizar o inquérito criminal e oferecer a denúncia ao Ministério Público Estadual (MPE). 

RAÇA INFAME

Além do assassino de 15 anos, outros dois menores foram presos e um quarto bandido, de 23 anos, acabou preso com uma Hilux, acusado de dar apoio à ação criminosa.

Em depoimento, os bandidos disseram que estavam na caminhonete e flagraram o militar lavando o carro em frente à casa dele. “Eles disseram que passaram ao menos três vezes em frente à casa do militar e decidiram executar o roubo. Os três menores desceram do carro e invadiram a residência. O bandido maior de idade ficou na Hilux esperando pela fuga”, destacou o delegado. Após o crime, o trio fugiu a pé e embarcou na Hilux, estacionada nas proximidades.

De acordo com o delegado, o menor, acusado de ter atirado no casal, tem várias passagens na Polícia pelo crime de roubo. Eles já estão 'internados' em centros socioeducativos do Estado. Já o bandido de 23 anos segue preso na Penitenciária Ferrugem, em Sinop.

LEIA MAIS AQUI

 

Menor diz que matou coronel porque ele reagiu e que baleou a esposa por tentar defender o marido











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

mateus de sousa ferreira  14.08.15 14h16
O menor vai continuar matando porque é beneficiado pela Lei imoral que o ampara. A presidente Dilma é contra a mudança da maioridade penal. Está aí o resultado. O menor mata e não é condenado. Enquanto não mudar esses bandidos vão continuar matando.Isso é que nos revolta. Esse é o nosso Brasil. Minhas condolências a família.

Responder

0
0
Verdadeiro  14.08.15 11h52
Infelizmente mas um cidadão de bem morto por essa raça infame que nao pensa em tira a vida do próximo , agora se é um PM matando a porra do bandido o DH vem em cima e a gente vai até preso. DH só defende bandido até num ponto que a vitima vai chegar de ser eles ai eles vão muda essa lei vagabunda nossa. por isso comigo é assim dente por dente olho por olho , vou cair atirando parceiro vagabundo não tem chances não.

Responder

0
0
Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER