20.02.2020 | 18h30


POLÍCIA / CIÚME E DESCONFIANÇA

Briga por causa de senha de celular termina com casal ferido e preso

O namorado alega que apenas segurou a mulher após ela o agredir por não conseguir a senha do celular dele


DA REDAÇÃO

Uma briga de casal por causa de senha de celular, dentro de casa no bairro João Bosco Burnier, na madrugada desta quinta-feira (20), terminou em agressões físicas, ferimentos e os dois detidos na Delegacia de Polícia Civil de Rondonópolis (212 km da Capital).

A jovem de apenas 18 anos, nome não divulgado, acionou a Polícia Militar (PM), por meio do Centro Integrado  de Operações de Segurança Pública (Ciosp), e denunciou o namorado por violência doméstica.

Uma guarnição seguiu em direção ao endereço da vítima por volta das 1h, quando ela foi encontrada com escoriações pelo braço e confirmou a denúncia feita ao Ciosp. Ela disse que foi agredida pelo namorado durante uma discussão.

Já o acusado de 29 anos relatou que as agressões físicas partiram da mulher, que ficou extremamente nervosa ao tentar ver a senha do celular dele e não conseguir.

Como ele não entregou o código de desbloqueio do aparelho, a namorada, por ciúmes e desconfiança, perdeu o controle e avançou para cima do rapaz. Ele alega que para se defender apenas a segurou firme.

O acusado tinha arranhões pelo peito, braço, ombro e pescoço.

A ocorrência foi registrada por contravenção de ‘vias de fato’.

Para evitar que algo mais sério pudesse acontecer, devido aos ânimos exaltados, o casal foi encaminhado à Delegacia de Polícia, onde foram ouvidos pelo delegado e ficaram aguardando os procedimentos cabíveis ao caso.

Leia mais: Mãe descobre furto pelo WhatsApp, liga para polícia e manda prender filho de 13 anos











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO