13.03.2019 | 16h00


SUPOSTO CAIXA 2

Selma acusa Wilson Santos de extorsão para 'evitar' processo no TRE; Deputado nega

"O Kleber [Lima] me disse que foi procurado pelo Wilson Santos, dizendo que o Brasa me ajudaria na audiência se eu lhe desse R$ 600 mil. Se isso não é extorsão, sinto muito por ambos", respondeu Selma Arruda, por meio de sua assessoria de imprensa.


DA REDAÇÃO

A senadora Selma Arruda (PSL) acusou, na tarde de terça-feira (12), o deputado Wilson Santos (PSDB) de ter participado de uma suposta extorsão feita por seu ex-marqueteiro Luiz Gonzaga Rodrigues, conhecido como Júnior Brasa, para que suas contas eleitorais fossem aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em um processo que a investiga por suposto caixa 2 durante a campanha do ano passado.

O processo que apura suposto crime corre na Justiça Federal em Mato Grosso e é investigado pela Polícia Federal (PF). De acordo com a senadora, Brasa teria pedido para que o Wilson informasse, seu também ex-marqueteiro, Kleber Lima, que por R$ 600 mil a ajudaria no processo que tramita no TRE.

"O Kleber me disse que foi procurado pelo Wilson Santos, dizendo que o Brasa me ajudaria na audiência se eu lhe desse R$ 600 mil. Se isso não é extorsão, sinto muito por ambos", respondeu Selma Arruda, por meio de sua assessoria de imprensa.

A declaração ocorreu após a PF ouvir Kleber e Wilson, na tarde desta terça-feira, na ação que apura suposta extorsão ocorrida depois que Selma foi acusada de cometer suposto caixa 2 durante sua pré-campanha. Ela teria contratado a agência de publicidade Genius Produções, de Júnior Brasa, por R$ 1,8 milhão.

O caso veio à tona depois que o publicitário moveu processo contra Selma referente ao não pagamento de uma dívida em torno de R$ 1,1 milhão. Na ação, Brasa acusa Selma de ter utilizado recursos próprios para bancar sua pré-campanha em período vetado pela Justiça Eleitoral.

Como os valores não foram contabilizados na prestação de contas, o Ministério Público Eleitoral caracterizou como crime de caixa 2 e pediu reprovação das contas de Selma Arruda. A senadora nega todas as acusações e se diz vítima de extorsão.

Outro lado

Em nota o deputado Wilson Santos afirmou que  "nunca recebeu do empresário Júnior Brasa, dono da Agência de Publicidade Genius, nenhuma proposta para que fosse encaminhada à senadora Selma Arruda".

"Eu votei na senadora eleita. Eu trabalhei por ela. Usei o nome dela em todos os meus materiais (de campanha) até a reta final. Foi uma surpresa essa posição dela. Ela deve estar usando essa argumentação na sua defesa, mas não vai encontrar guarida, porque não fui porta-voz do empresário Brasa. Eu não tenho nada a ver com isso”, afirma trecho do comunicado.

Veja nota na íntegra:

O deputado estadual Wilson Santos disse que nunca recebeu do empresário Júnior Brasa, dono da Agência de Publicidade Genius, nenhuma proposta para que fosse encaminhada à senadora Selma Arruda (PSL).

“Eu votei na senadora eleita. Eu trabalhei por ela. Usei o nome dela em todos os meus materiais (de campanha) até a reta final. Foi uma surpresa essa posição dela. Ela deve estar usando essa argumentação na sua defesa, mas não vai encontrar guarida, porque não fui porta-voz do empresário Brasa. Eu não tenho nada a ver com isso”.

Wilson comentou que Júnior Brasa é um amigo e que nos anos 80 o empresário foi aluno dele. 

O parlamentar disse estar tranquilo e fez o depoimento à Polícia Federal que durou 10 minutos. 

Leia mais:

Selma manda recado a Taques, Maggi e Fávaro; 'Continuem querendo'

MP pede cassação do mandato da senadora Selma por caixa 2

Desembargador destaca necessidade de sigilo e dá dois dias para alegações finais de Selma e Fávaro

 

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Julio Cesar Santos De Oliveira  13.03.19 18h00
Está mulher está ficando doida. Só inventando coisa para se livrar da cassação do mandato dela. Daqui um pouco ela vai falar que a culpa foi de Cristo só falta isso.

Responder

2
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO