14.07.2020 | 14h38


PODERES / 'RECOLHENDO EVIDÊNCIAS'

MP apura participação de secretário da Ordem Pública em sepultamento com 5 mil pessoas

Promotor Alexandre Guedes nega que Leovaldo Sales tenha procurado ele antes do sepultamento; contato foi feito apenas após a cerimônia



Promotor de Justiça de Cuiabá, Alexandre Guedes desmente secretário municipal de Ordem Pública, coronel da reserva Leovaldo Sales, que afirmou em entrevista à Rádio Nativa que tinha informado o Ministério Público que participaria do sepultamento do pastor Sebastião Rodrigues de Souza, presidente da Assembleia de Deus, no dia 8 deste mês. 

O promotor afirmou que o secretário só falou com ele após a cerimônia que reuniu mais de 5 mil pessoas no cemitério do Parque Jardim Cuiabá.

O promotor ainda informou que “está recolhendo evidências” da participação do secretário no sepultamento para tomar as providências cabíveis.

Cabe ao Ministério Público, por exemplo, apurar casos de aglomeração durante a pandemia onde verifica-se omissão do poder público.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, não se manifestou sobre o assunto. Sales continua à frente da secretaria que é responsável por fiscalizar o cumprimento das medidas restritivas na Capital, inclusive de punir aqueles que desobedecem os decretos.

Na entrevista à Rádio Nativa, o secretário afirmou que participou do sepultamento do pastor Sebastião Rodrigues, inclusive foi uma das pessoas a discursar, e revelou que foi o responsável pela organização. Ele, que também é pastor da Assembleia de Deus, disse que havia mais de cinco mil pessoas no cemitério na tarde de quarta-feira (08). Classificando a morte do pastor como uma excepcionalidade, defendeu que a aglomeração foi algo normal e inevitável.

Leia mais

Secretário sobre sepultamento de pastor: discursei e fui responsável pela organização











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Renato Matos  14.07.20 21h04
Sou assembleiano e digo que conheço muitos pastores que realmente pregam e vivem a vida voltada a servir a Deus. Agora, essa do Sales ser pastor da assembléia me pegou de surpresa, pois as atitudes dele a frente da secretaria, mostram que ele não tem condições nenhuma se subir no púlpito e pregar a palavra de Deus Totalmente despreparado teológica e emocionante. Vigia Sales, Deus está te observando. Suas atitudes não são dignas de quem serve a Ele.

Responder

1
0
Maria Auxiliadora Cândida Souza  14.07.20 18h27
Parabéns MP, mas trate o secretário como vcs irão tratar todos os que foram presos em flagrante por desrespeitar o decreto proibindo aglomeração. Se livrar a cara do secretário de ordem pública (ironia) vai ter que livrar a cara de todos cujos os processos chegarão ao MP .

Responder

15
0

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO