20.03.2020 | 14h36


PODERES / NOVO DECRETO

Governo de MT fecha parques, limita horário de postos de combustíveis e proíbe aglomeração

Os novos procedimentos foram discutidos durante reunião com a equipe do Gabinete de Situação no Palácio Paiaguás, no início da tarde desta sexta-feira (20).


DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) decretou medidas "amargas" para conter o avanço do coronavírus em Mato Grosso, principalmente após a confirmação do primeiro caso do Covid-19 no Estado.

Os novos decretos foram assinados após reunião com a equipe do Gabinete de Situação, no início da tarde desta sexta-feira (20), no Palácio Paiaguás.

Entre as novas medidas estão:

- Fechamento dos parques públicos e privados;

- Proibição de qualquer forma de aglomeração de pessoas em eventos públicos e privados, inclusive em feiras, igrejas, reuniões em praças, ginásios, academias, festas. Fica autorizado o funcionamento das atividades privadas que possam ser exercidas com respeito ao distanciamento mínimo de 1,5m entre as pessoas e seguirem as demais normas sanitárias de prevenção à disseminação ao coronavírus;

- Postos de combustível só poderão funcionar de segunda a sábado, das 7h às 20h;

- Bares, restaurantes e similares deverão ter lotação máxima de 50% de sua capacidade, atendendo ao distanciamento mínimo de 1,5m e as demais normas sanitárias;

- Transporte coletivo municipal e metropolitano somente poderá funcionar com os passageiros sentados;

- Fica proibido o transporte coletivo intermunicipal;

- Em transporte por táxi e motorista de aplicativo, fica proibida a utilização do banco dianteiro do passageiro. A parte interna do veículo deverá ser submetida à assepsia após a finalização de cada corrida;

Segundo o Executivo, caso seja descumprido as normas, as empresas poderão sofrer penalidades administrativas, inclusive interdição compulsória.

Desde o início da semana, o governo vem adotando uma série de medidas para conter o avanço do coronavírus, como a suspenção das aulas nas escolas estaduais, municipais e superior de ensino entre os dias 23 de março a 05 de abril e das visitas em todas as cadeias, unidades e socioeducativos no Estado.

No último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) foram constatados 59 casos suspeitos de coronavírus em Mato Grosso, sendo 28 casos somente em Cuiabá. Um caso foi confirmado na Capital.

Leia mais

Novo decreto de Mauro autoriza empresas de ônibus suspenderem serviços; veja medidas

Mauro suspende aulas por 13 dias e libera compras da Saúde sem licitação











(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Mário   21.03.20 10h16
Gostaria de saber o que as autoridades vão fazer em relação aos ambulantes das ruas e praças da cidade? E o comercio em geral, shoppings e o shopping dos camelôs? Todos precisam ser fechados imediatamente, para que centenas de pessoas não morram. Infelizmente é um mal necessário.

Responder

6
0
Tico Tico na Sala  20.03.20 16h52
TEM Q FECHAR OS SHOPPINGS...........URGENTE...URGENTE*****

Responder

33
1
Douglas Azevedo  20.03.20 16h15
Para tudo aí as pessoas vão para os bancos que não estão sendo fechados tbem, oq adianta?

Responder

20
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO