30.01.2017 | 07h30


CUSTO DE R$ 700 MIL AO MÊS

Governador nega trabalhar para terceirizar estádio

Apesar do secretário Wilson Santos ter afirmado as tratativas, o governador citou que há muito a ser feito para que se chegue a esse entendimento


DA REDAÇÃO

O governador Pedro Taques (PSDB) negou que o Estado esteja trabalhando para terceirizar a Arena Pantanal, conforme declarou o secretário de Cidades, Wilson Santos.

“Além de tudo, o Consórcio responsável pela obra ainda não nos entregou ela. Existe uma briga judicial dificultando as negociações, mas estamos caminhado para o entendimento. Mas o fato é que a Arena não foi entregue”, destacou o governador.

“Não existe essa terceirização nesse momento”, disse Taques.

O secretário havia citado interesse até mesmo da empresa do ex-jogador de futebol Ronaldo "Fenômeno" em administrar os jogos e outras ações, deixando o Estado livre de pagar todo mês R$ 700 mil para manutenção e encargos do espaço.

 

No entanto, Taques disse que não tem nada encaminhado nesse sentido, por conta de alguns motivos. Um deles, segundo o governador, é que não existe empresa que queira conduzir o negócio em uma cidade onde a tradição do futebol não é tão grande quanto em outros.

“O problema do pós-Copa é o que fazer com as Arenas. Os Estados que têm maior número de campeonatos como em São Paulo e Rio de Janeiro está acontecendo isso. O Maracanã vai ser devolvido para o Estado, porque a Odebrecht não está conseguindo administrar lá”, exemplificou o governador.  

Além disso, ainda existe um projeto desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação, Esportes e Lazer (Seduc) para a implantação de uma escola de atletas dentro da estrutura da Arena que está em andamento. Essa unidade iria tomar conta de todo o complexo ficando responsável pela manutenção mensal.

Somado a isso, ainda existe o fato de o contrato com o Consórcio responsável pela obra não ter sido totalmente cumprido. Readequações, reformas, reparos, fixação de materiais, entre outros, ainda precisam ser feitos para que o projeto seja 100% concluído.

“Além de tudo, o Consórcio responsável pela obra ainda não nos entregou ela. Existe uma briga judicial dificultando as negociações, mas estamos caminhado para o entendimento. Mas o fato é que a Arena não foi entregue”, destacou o governador.    

ELEFANTE BRANCO

Após abrigar quatro jogos do Mundial de 2014 a Arena teve poucas atrações que não conseguiram gerar lucro o suficiente para cobrir as despesas, deixando a conta para o Governo pagar a cada mês.

O investimento total na construção foi de R$ 454,2 milhões, incluindo obras do entorno do estádio. No entanto, os números do Governo indicam que R$ 600 milhões já foram empregados à estrutura incompleta.

Leia mais:

Wilson diz que ordem de Taques é terceirizar a Arena Pantanal











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER