alexametrics
07.01.2012 | 08h13


OPINIÃO / GABRIEL NEVES

Politicamente incorreto



Há tempos escrevi um artigo sobre a história falsificada - chamada de politicamente correta.

Quem me despertou para esse estudo sobre picaretagem histórica foi o meu grande mestre Rubens de Mendonça.

Mostrou-me muitos registros históricos fantasiosos nos livros escolares. Aprendemos nos bancos escolares fatos distorcidos, para deixar bem os heróis vencedores. Os perdedores eram sempre bandidos.

Essa cultura da hipocrisia marcou gerações de brasileiros.

Estou lendo “GUIA POLITICAMENTE INCORRETO da HISTÓRIA do BRASIL. O autor é um jovem pesquisador - LEANDRO NARLOCH -, que acabou de lançar a segunda EDIÇÃO AMPLIADA. A editora é LEYA, e possui 367 páginas.

“Verdades desagradáveis de ícones politicamente corretos estavam devidamente reveladas na primeira edição; mas faltava dar mais atenção a outra tarefa - tirar a lama dos personagens que a história combatente execrou.” Esta segunda edição tem essa missão principal, relata o autor.

O nosso historiador Rubinho estava muito além do seu tempo, e o Leandro, que desconhece o cuiabano da Rua do Campo, do Bar do Bugre e do Internacional, escreve o Politicamente Incorreto centrado nas velhas observações do filho de Estevão de Mendonça.

Comentarei em pequenos textículos e publicarei no decorrer dos próximos meses o trabalho de reposição histórica do Leandro Narloch, em homenagem ao querido amigo Rubens de Mendonça, precursor da difusão da verdadeira história do Brasil.

Para dar água na boca, pois terei que engolir muitos dissabores - já que a verdade é azeda e a mentira doce -, citarei alguns itens polêmicos dos assuntos que serão artigos:

- Zumbi tinha ESCRAVOS.

- Santos Dumont NÃO INVENTOU O AVIÃO.

- JOÃO GOULART favorecia EMPREITEIRAS.

- A origem da FEIJOADA é EUROPÉIA.

- ALEIJADINHO é um PERSONAGEM LITERÁRIO.

- Antes de entrar em Guerra, o PARAGUAI era um PAÍS RURAL e BUROCRÁTICO.

- Quem MAIS MATOU índios foram os ÍNDIOS.

As inverdades, mesmo históricas, têm que ser revisadas. O próprio governo federal constituiu uma Comissão da Verdade, para apurar fatos históricos recentes.

A ocasião é propícia para transmitirmos às gerações futuras, quem, e como somos. Na escola aprendemos a história oficial, chamada de politicamente correta, e que é incorreta.

Uma nação se constrói com heróis verdadeiros, e não, forjados por interesses outros. Os equívocos históricos jamais irão prevalecer com a verdade.

Nosso país não suporta mais faces ocultas, responsáveis pelo retrocesso humano em que vivemos. Temos a obrigação de descobrir os santinhos do pau oco, mesmo que sejamos taxados de politicamente incorretos.

A verdade vencerá sempre a empulhação.

Gabriel Novis Neves é médico em Cuiabá

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Edir Pina de Barros   28.07.12 02h07
Amei o seu texto. Aguardo outros. Abraços Gabriel.

Responder

0
0

Confira também nesta seção:

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime