17.08.2019 | 09h15


INSATISFEITO COM INVESTIGAÇÃO

Interferência de Bolsonaro na PF quase resulta em demissão do diretor-geral

Presidente estaria descontente com investigação específica no órgão e teria pressionado substituição de superintendente do Rio de Janeiro, diz fonte



A interferência do presidente Jair Bolsonaro na troca de superintendentes da Polícia Federal irritou a cúpula do órgão e boa parte dos delegados que acompanham de perto os desdobramentos do caso ao longo da semana.

Após declarar que Saadi deixaria a Superintendência da Polícia Federal no Rio por problemas de “gestão” e “produtividade” e de uma nota oficial da corporação negar que este será o motivo da troca, o presidente recuou na sexta-feira da tentativa de emplacar Alexandre Silva Saraiva, superintendente no Amazonas, para a vaga, pouco depois de dizer que “quem manda” é ele.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER