27.08.2012 | 10h34


EM BAIXA

Atividade econômica avança 0,7% no 1º semestre, mostra Serasa

De acordo com a Serasa, foi o resultado mais fraco dos últimos três anos. Produção agropecuária caiu 7,3% e industrial, 1,1%.



 

A atividade econômica do país teve alta de 0,7% no primeiro semestre desta ano, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira (27) pela Serasa. De acordo com a entidade, foi o resultado mais fraco dos últimos três anos, "já que nos anos de 2010 e 2011 as taxas de crescimento da economia brasileira nos primeiros seis meses daqueles anos foram de 9,0% e 3,8%".

Em junho, a atividade econômica cresceu 0,5% sobre maio. Já na comparação com junho do ano anterior, a alta foi de 0,7%.

Com ajustes sazonais, a atividade econômica brasileira cresceu 0,4% no segundo trimestre de 2012 na comparação com o primeiro trimestre do ano.

Do ponto de vista da oferta agregada, o baixo crescimento da atividade econômica nos primeiros seis meses deste ano foi determinado pela queda de 7,3% na produção agropecuária e de 1,1% na atividade industrial. Só o setor de serviços registrou aumento, com alta de 1,7% sobre o primeiro semestre de 2011.

Na análise da demanda agregada, o enfraquecimento da atividade econômica ocorreu devido à queda de 1,6% nos investimentos bem como pela expansão de 4,2% das importações de bens e serviços. Os outros componentes da demanda agregada (consumo das famílias, consumo do governo e exportações de bens e serviços) tiveram taxas positivas, perto de 2,3%.

Na avaliação dos economistas da Serasa, o segundo trimestre se caracterizou por um quadro de baixo dinamismo da atividade econômica. "Foi fruto do elevado nível de inadimplência das famílias, da baixa confiança dos empresários, da crise financeira de países da zona do euro e da desaceleração de importantes economias mundiais (como EUA e China), a exemplo do que ocorreu no primeiro trimestre do ano".











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER