28.12.2018 | 16h50


BALADA TRÁGICA

Cantor sertanejo atropelado em frente à Valley morre em Cuiabá

A morte de Ramon Alcides Viveiros foi confirmada pelo irmão, Mauro Viveiros, na tarde desta sexta-feira (28).



O cantor Ramon Alcides Viveiros, 25 anos, vítima de atropelamento na Avenida Isaac Póvoas, no último domingo (23), teve morte cerebral na tarde desta sexta-feira (28).

A informação foi confirmada ao por Mauro Viveiros, irmão de Ramon. 

"É com muito pesar que informo a todos os amigos do meu querido irmão que infelizmente o pior ocorreu. Agradecemos a todos vocês o imenso carinho, apoio e orações que rodearam meu irmão nos seus últimos momentos entre nós. O Ra agora cantará e encantará a nós e a todos os demais nos palcos superiores, onde brilhará ainda mais intensamente, alegrando a todos como sempre fez", diz o comunicado.

Na tarde de quinta-feira (27), por meio de nota pública, a família de Ramón Viveiros disse que os médicos informaram que ele teve sérias intercorrências no quadro clínico e com severas elevações da pressão intracraniana.

Conforme muito noticiado, hoje de manhã o Ra [Ramón] teve sérias intercorrências em seu quadro clínico, com severas elevações de sua pressão intracraniana. Após realização de exames de tomografia e ressonância magnética, foram constatadas lesões bastante significativas na estrutura cerebral dele, o que já era esperado em razão da gravidade do acidente ocorrido. Porém, os exames revelaram também o que até então era desconhecido, que são lesões graves também no tronco cerebral, estas em caráter irreversível”, consta em trecho da nota.

O texto, declarava ainda que o cantor "não preenche os protocolos para declaração de morte encefálica, pois apresenta reflexos e atividade cerebral, embora em baixíssima proporção se comparado aos quadros clínicos considerados reversíveis". 

O caso

O atropelamento foi provocado por imprudência dos jovens e da  professora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, de 33 anos, que dirigia um Renault Oroch - segundo o B.O com sinais de embriaguez. 

Myllena de Lacerda Inocêncio, de 22 anos, morreu na hora. Hya Girotto dos Santos segue internada no Hospital Geral Universitário (HGU).

Rafaela foi presa em flagrante, passou a noite na delegacia, mas foi liberada na segunda-feira (24), após passar por audiência de custódia e pagar fiança de R$ 9,5 mil.

Veja o vídeo:

Leia mais

Estudante atropelada é transferida do PS para o Hospital Geral Universitário

Cantor atropelado em saída de boate sofreu lesões graves na cabeça; estado é irreversível

Novo vídeo mostra com clareza atropelamento de jovens; Universitária brinca e dança na avenida

Piora estado de saúde de cantor sertanejo atropelado em frente à Valley











(4) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Cibele  28.12.18 20h42
O fato da universitária brincar mais é relevante pois os outros não brincavam na via, a motorista estava a mais de 100 km, voava, qualquer anomalia na via ela iria causar oq causou, estava bêbada a universitária tb só q a coitada estava a pé

Responder

20
5
Rodrigues  28.12.18 20h42
Meus sentimentos a família , e desejo do fundo do meu coração que acidentes como esse seja tratado como homicídio doloso, pq quando a pessoa pega um carro alcoolizado ele está assumindo totalmente a responsabilidade de seus atos, inclusive de matar! A Rafaela ( motorista) está de boa na casa dela, aproveitando o natal e ano novo em família, enquanto os familiares das vítimas estão enterrando seus entes . Que possamos ter leis mais rigorosas para quem dirige embriagado.

Responder

52
5
Vi o print sa conversa.   28.12.18 19h14
Senhor Rafael, eu vi o print da conversa sua com o irmão do rapaz. Que coisa mais cruel. Você não tem vergonha do que disse? Por favor, tenha mais civilidade e educação. Respeite a dor das pessoas. Confere???

Responder

6
2
Fabiana  28.12.18 17h25
Que Deus conforte todos os familiares envolvidos nesse acidente.

Responder

24
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO