28.02.2018 | 21h02


VIGILÂNCIA EM ALERTA

17 macacos morrem em Cuiabá com suspeita febre amarela

Todos os macacos foram recolhidos e encaminhados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para análise em um laboratório no Estado do Pará.


DA REDAÇÃO

Dezessete macacos foram encontrados mortos nos dois primeiros meses deste ano em Cuiabá. A suspeita é de que os animais estavam infectados pelo vírus da febre amarela e, por isso, foram recolhidos e encaminhados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para análise em um laboratório no Estado do Pará.

Segundo a assessoria de imprensa da SMS, o exame é feito com todos os macacos, independente do tipo de morte, por causa do surto da doença que atinge o país.

“Todos os macacos encontrados mortos por qualquer motivo são recolhidos e enviados para análise, porém o resultado dos exames demoram para chegar. Mas isso não quer dizer que eles morreram de febre amarela”, afirmou a assessoria.

Ainda de acordo com a secretaria, no ano passado, dos 35 animais encontrados mortos e encaminhados para análise, apenas três deles estavam com o vírus da doença. Os macacos foram localizados em regiões de grande movimentação como o Centro Político Administrativo, Cinturão Verde e Sucuri.

Apesar da confirmação nestas regiões, a Prefeitura considera os bairros Residencial Paraná, Nova Canaã 1ª, 2ª, e 3ª etapa, Três Barras, Colina Verde, Altos da Glória, 1º de Março e Jardim Umuarama com alto risco de infestação do Aedes Aegypti resposável pela transmissão do vírus da dengue, chikungunya e zika (19,4%). O mosquisto é o mesmo que transmite a febre amarela, no entanto, os casos da doença são registrados, em sua maioria, em regiões de mata.

Jardim Araçá, Ubatã, São Benedito Beira Rio, Barra do Pari, Santa Amália, Canachue, Novo Terceiro estão na segunda colocação de risco (18%).

Na terceira posição estão o Residencial Sonho Meu, Voluntários da Pátria, Pedra 90 - 1ª e 2ª etapas, Vista da Chapada (17,4%).

Apesar do surto de febre amarela, desde 2009 Mato Grosso não registra morte causada por febre amarela. O último caso ocorreu em Feliz Natal (município localizado a 511 quilômetros ao Norte de Cuiabá).

Leia mais

Macaco morre de febre amarela em Cuiabá; Saúde tenta evitar pânico











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO