27.09.2019 | 16h20


CPI DO MT PREV

Deputado revela que dinheiro foi 'desviado' e patrimônio sumiu; Veja vídeo

O rombo na previdência estadual é de R$ 58 bilhões e os trabalhos da CPI apuram conduta de gestores e desvio de dinheiro


DA REDAÇÃO

Presidente da CPI da Previdência dos servidores públicos de Mato Grosso, na Assembleia Legislativa, o deputado João Batista (PROS), que lidera o trabalho de investigação sobre o suposto déficit orçamentário de R$ 58 bilhões, revela em entrevista ao , que o dinheiro da Previdência do Estado - MT Prev, teria sido usado em procedimentos de saúde que nem tiveram a nota comprovando a realização, quando a gestão era feita pelo Ipemat.

Batista também comenta que é investigado o paradeiro de bens e imóveis que eram do Ipemat, foram repassados ao sistema seguinte Suprev, em seguida ao MT Prev e agora não informações sobre a destinação desses bens.

“Só para se ter ideia da transferência do patrimônio da Suprev para o MT Prev tínhamos algo em torno, no Governo Silval, de  aproximadamente 350 imóveis, como fazendas e terrenos aqui na Capital e que estavam à disposição do MT Prev e que depois foi retornado para o Ipemat e para outros órgãos que nós precisamos saber o que foi feito desses imóveis”, declarou.

O deputado não descarta a possibilidade de que haja a penalização de ex-gestores por improbidade.

Presidente regional do PROS, João Batista fala ainda sobre a convenção do partido e a aposta em Gisela Simona como candidata à Prefeitura de Cuiabá, em 2020.

Veja o vídeo:











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER