16.02.2020 | 17h35


DIRETO AO PONTO / AMEAÇOU DELEGADO

MP diz que tornozeleira constrange ex-secretário de Taques e pede retirada do equipamento


DA REDAÇÃO

O promotor Wesley Sanches Lacerda, do MPE, pediu à Justiça que seja revogada as medidas cautelares, entre elas o uso tornozeleira eletrônica, impostas ao ex-secretário de Estado Segurança Pública, delegado Rogers Jarbas, por ‘constrangimento ilegal’ - já que considera ‘frágeis’ os motivos que levaram ao monitoramento. 

Jarbas é monitorado porque, em 28 de março de 2019, perseguiu e ameaçou o colega de profissão delegado Flávio Stringueta, no estacionamento do Supermercado Big Lar, no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá. À época ele era investigado por Stringueta por suposto envolvimento no esquema que ficou conhecido como Grampolândia Pantaneira. 

O pedido do MPE será analisado pelo juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

 

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Paulo ross  17.02.20 08h20
Então se a tornozeleira constrange o senhor Jarbas pois é policial civil, também poderia o MP pedir a retirada das tornozeleiras de todos os outros reeducandos ou não pois também causa constrangimento aos demais, isso parece pedido de amigo para amigo e não de um fiscal da lei

Responder

5
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO