06.05.2019 | 18h41


SOB NOVA DIREÇÃO

Governo escolhe ex-secretário de Planejamento para comandar Santa Casa



A Secretaria de Estado de Saúde (SES) anunciou, na noite desta segunda-feira (06), o nome do ex-secretário de Planejamento da Assembleia Legislativa, Abílio Camilo Fernandes, como novo diretor-geral da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá.

“É um profissional com ampla experiência na área do planejamento estratégico, estava disponível, fazendo um diagnóstico da Santa Casa, inclusive, já realizou um plano de ação”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Além da mudança na direção do filantrópico, o Governo reafirmou que segue com a elaboração do plano estratégico que reabrirá as portas da Santa Casa, inclusive, com a contração dos funcionários que manifestarem o interesse continuarem na unidade. O objetivo do Estado é normalizar o atendimento em 30 dias.

Currículo

Abílio Camilo Fernandes possui graduação em Licenciatura em Ciências com habilitação em Física pela Universidade Federal de Mato Grosso (1978). É professor aposentado da Universidade Federal de Mato Grosso e superintendente de planejamento estratégico da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Gestão de Pessoas e Planejamento Estratégico.

Leia mais

Mauro anuncia que Governo passa a comandar a Santa Casa

Santa Casa apresenta dívidas de R$ 118 milhões e espera intervenção

Santa Casa corta R$ 100 mil em gratificações e deve demitir 145 funcionários

Voluntários arrecaram 17 toneladas de alimentos para funcionários da Santa Casa

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER