02.05.2019 | 15h23


MEDIDA EMERGENCIAL

Mauro anuncia que Governo passa a comandar a Santa Casa

O Governo passa a administrar a Santa Casa como um hospital público Estadual, de forma temporária.


DA REPORTAGEM

O Governo do Estado assume a partir desta quinta-feira (02), de forma emergencial, a administração do hospital filantrópico Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, que está fechado desde o dia 11 de março.

A informação foi repassada no início da tarde à imprensa, pelo governador Mauro Mendes (DEM).

A medida, no entanto, não é tratada pelo Governo como uma intervenção, porque isso envolveria mudança no CNPJ da instituição.

O Governo passa a administrar a Santa Casa por meio de Decreto de Requisição administrativa dos bens e serviços do hospital. Dessa forma, o Estado  garante a reabertura da unidade e o atendimento de média e alta complexidade dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre as primeiras medidas anunciadas pelo governador é o pagamento de salários dos servidores que não recebem há sete meses. Para isso, uma das opções previstas é do Estado depositar recursos em uma conta especial, aberta pela Justiça do Trabalho.

O Decreto foi publicado nesta quinta-feira, em edição extra, no Diário Oficial do Estado.

A Santa Casa passa a ser administrada, temporariamente, pela Secretaria Estadual de Saúde, como um hospital público estadual.

Serviços serão reestabelecidos de forma gradativa nas próximas semanas.

O Governo destaca que a requisição adminsitrativa não engloba assumir as dívidas contraídas pela instituição. A medida prevê o uso de bens móveis e imóveis para o retorno do serviço de atendimento a pacientes do SUS, resguardando o atendimento de saúde, o que é um dever do Estado.

De acordo com o governador, a administração emergencial será custeada a partir de recursos do Governo Federal, Governo do Estado, Prefeitura de Cuiabá e Assembleia Legislativa.

O plano de administração do Goevrno foi apresentado pelo governador ao ministro da Saúde, Luiz Mandetta, na última terça-feira (30), em Brasília. A medida foi aprovada e a participação do Governo Federal será anunciada pelo ministro na próxima semana.

 

Leia mais:

Mendes anuncia plano de solução para reabrir Santa Casa

Mendes: ‘Caberia ao Município as providências e não fez; nós faremos’

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER