17.05.2019 | 09h29


ESTRATÉGIA DE EXPANSÃO

Cerveja black princess lança novidades para o mercado cervejeiro

Dois novos rótulos passam a integrar a linha de produtos, e embalagens de long neck ganham formatos mais modernos



A Black Princess aproveita o mês de maio para lançar grandes novidades para o mercado cervejeiro. Para expandir a linha de produtos, que já conta com seis rótulos que agradam o paladar dos consumidores mais exigentes, a marca lança duas novas cervejas: Tião Bock e APA-82, que serão apresentadas durante a APAS Show, feira  de Supermercados realizada entre  6 e 9 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo.

A Black Princess Tião Bock combina o amargor médio de uma cerveja tipo Bock, típica da cidade de Einbeck, no norte da Alemanha, com o sabor adocicado da rapadura, tão tradicional no nordeste brasileiro.  Apresenta teor alcoólico de 6,5% e amargor de 26 IBU.

O personagem que ilustra o rótulo é o Tião, um músico repentista e contador de histórias que representa essa deliciosa mistura. Uns dizem que Tião é um cearense arretado que cresceu em Einbeck, outros afirmam que ele nasceu na Alemanha e cresceu em Juazeiro do Norte. Um maluco que faz da sua vida uma grande e saborosa mistura, fazendo cerveja e rapadura.

Já a Black Princess APA-82 é uma American Pale Ale, com teor alcoólico de 4,8% e amargor de 35 IBU. Cerveja com dry hopping de lúpulos americanos e notas cítricas, seu nome faz referência aos anos 1980, quando as cervejas tipo APA foram desenvolvidas nos Estados Unidos, e também homenageia o ano de criação da Black Princess: 1882. 

“Primeiro apresentamos as Black Princess Tião Bock e a Black Princess APA 82 para o público, em testes exclusivos para eventos cervejeiros nos quais a marca participou. Tivemos uma aceitação tão positiva, que não poderíamos deixar passar o momento”, explica Diego Gomes, mestre-cervejeiro e diretor industrial da marca. “Os novos estilos dão ainda mais variedade à nossa linha de cervejas, cada uma com identidade única e marcante, digna da qualidade Black Princess. São duas novas histórias pra contar!”, complementa.  

NOVAS LONG NECKS - As novidades não param por aí. Também em maio, a Black Princess apresenta as novas versões das embalagens de long neck da Black Princess Gold e da Black Princess Dark, que passam a ser muito mais modernas. Mais finas e compridas, as novas embalagens de 355 mL chegam nos pontos de venda a partir de maio, facilitando o consumo da cerveja em qualquer lugar e ocasião.

O lançamento reforça a preocupação da Black Princess em proporcionar sempre a melhor experiência possível aos amantes de cerveja e complementam o portfólio da marca, acompanhando as tendências do mercado.

FAMÍLIA BLACK PRINCESS - Com os lançamentos, a família Black Princess passa a contar com oito rótulos: Black Princess Gold (Premium American Lager), Black Princess Dark (Dark American Lager), Let´s Hop (English IPA), Miss Blonde (Blonde Ale), Back To The Red (Red Lager) e Doctor Weiss (Kristall Weizen) – esta última premiada como a melhor do Brasil na categoria Kristal, no World Beer Awards 2018, e também medalha de ouro (2019) e bronze (2018) no Festival Brasileiro da Cerveja.

SOBRE A BLACK PRINCESS – Porque cerveja é outra história Produzida em uma fábrica localizada na cidade de Teresópolis, a Black Princess surgiu em 1882 e desde então vem conquistando os mais exigentes apreciadores de cerveja. A cerveja era considerada a preferida da nobreza brasileira nos tempos do Império. A Black Princess é parceira do Saber Beber, programa que incentiva o consumo consciente de álcool, reforçando que o ato de beber não é um problema, desde que seja feito de forma consciente e responsável. Saiba mais sobre a cerveja em www.cervejablackprincess.com.br [1] e @cervejablackprincess











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER