11.06.2019 | 09h50


TERROR NO AGUAÇU

Policial troca tiros com bandidos para libertar reféns em restaurante

Os bandidos fugiram em direção à mata e uma das vítimas teve que ser encaminhada para uma unidade de saúde.


DA REDAÇÃO

Um bando de quatro bandidos armados invadiu o restaurante Siriema para  cometer assalto, na noite de segunda-feira (10), na comunidade Aguaçu, no Distrito da Guia (30km da Capital). Os assaltantes fizeram o proprietário e clientes reféns, os ameaçando e intimidando, com disparos paro o alto. Os bandidos ainda quebraram garrafas de bebidas alcoólicas e jogaram sobre as vítimas e ameaçaram atear fogo.

Os reféns foram presos em um depósito de cerveja. Uma das vítimas conseguiu enviar mensagem a um amigo, que é policial civil, pedindo socorro.

O policial civil, Franscico Dias Lourenço chegou ao local para socorrer os reféns e trocou tiros com os bandidos. 

O bando contava com um carro de apoio, um Fiat Uno, que estacionou nos fundos do estabelecimento para carregar os produtos roubados, sendo dois botijões de gás, uma bolsa, uma roçadeira Vulcan, uma motosserra Stihl, um DVD, peças de carne e dinheiro do caixa.

Na troca de tiros, os bandidos abandonaram o carro de fuga e correram em direção à mata.

Conforme o boletim de ocorrência, uma das vítimas teve o pé cortado por cacos de vidro, devido aos disparos feitos pelos bandidos dentro do restaurante e precisou ser encaminhada para uma unidade de saúde.

A Polícia Militar esteve presente no local e registrou a ocorrência.

Apenas dois bandidos foram identificados como: Denis Dantas da Silva, de 23 anos e Bruno Maurício Amorim Soares, de 18 anos.

Todos os assaltantes conseguiram fugir e são procurados pela polícia.

A Polícia Judiciária Civil investiga o caso.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER