26.04.2019 | 16h10


LAÇOS DE FAMÍLIA

Mulher mata marido a facadas e alega legítima defesa por espancamentos constantes

A mulher, que estava com o braço quebrado, foi até o bar onde estava o marido e o esfaqueou. À polícia, ela alegou legítima defesa por ser vítima de violência doméstica.


DA REDAÇÃO

Maria das Dores Miranda, 44 anos, foi presa na quinta-feira (25), por esfaquear e matar o marido Tiago Jesus da Silva, 22 anos. O esfaqueamento ocorreu em um bar no Centro da cidade de Nova Santa Helena (601 km da Capital).

Tiago foi socorrido e encaminhado para o Hospital Regional de Colíder (648 km da Capital), onde deu entrada ainda com vida, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde.

A mulher, que foi presa em casa, confessou aos policiais ter ido até o bar onde o marido se estava e o atingiu com golpes de faca no abdômen. Em seguida, jogou a faca em um rio.

Questionada pela motivação do crime, Maria das Dores respondeu que é vítima de violência doméstica há algum tempo. No dia do homicídio, Tiago teria quebrado coisas de dentro de casa e espalhado tudo pelo chão. A mulher ainda estava com um braço quebrado devido à violência que sofria pelo marido.

Maria Das Dores alega ter agido em legítima defesa, devido ao histórico de violência doméstica.

A mulher ficou detida na Delegacia de Polícia de Itaúba (597 km da Capital), onde a Polícia Civil segue com as investigações.

Leia Mais:

Filho espanca pai e mãe com porrete de madeira e leva tiro de PM

Câmara aprova indenização para vítimas de violência doméstica











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER