10.07.2017 | 14h14


POSTOU NO FACEBOOK

Mãe grava vídeo afirmando que tentaram roubar bebê em Várzea Grande

Dábila Fanelli disse que estava sendo perseguida por um carro branco com os vidros escuros ao ir ao Posto de Saúde da Família (PSF), no bairro da Manga, em Várzea Grande.


DA REDAÇÃO

Uma mãe, extremamente assustada, gravou um vídeo de alerta e postou no Facebook. No relato, Dábila Fanelli, conta que uma mulher desconhecida tentou roubar seu filho, quando saía de um Posto de Saúde da Família (PSF), no bairro da Manga, em Várzea Grande, na manhã desta segunda-feira (10).

Dábila disse que estava sendo perseguida por um carro branco com os vidros escuros, ainda na ida ao posto de saúde. Já na volta, por volta das 10h, o carro surgiu novamente e uma mulher loira, de cabelos curtos, saiu do banco do passageiro e tentou roubar seu filho.

Eu segurei ele no colo e falei que não. Veio um pessoal me ajudar, ela estava no carona. Não sei a placa, nem o carro. Ela tentou roubar o meu neném. ela tentou levar o meu neném de mim”, relata a mãe, aflita.

Segundo a vítima, a mulher aparentava ter idade entre 40 e 45 anos.

“Por volta das 10 horas esse carro parou na frente do carrinho do Oliver e disse que ia levar ele embora.  Eu segurei ele no colo e falei que não. Veio um pessoal me ajudar. Ela estava no carona. Não sei a placa, nem o carro. Ela tentou roubar o meu neném. Ela tentou levar o meu neném de mim”, relata a mãe, aflita.

A Polícia Militar não foi acionada no momento da tentativa de sequestro, mas o batalhão responsável pela região tem ciência do fato e fez rondas na região. A vítima não soube informar a placa, nem o modelo do carro, por ter se assustado com a ação.

“Até agora ela não registrou a ocorrência, mas eu mandei uma viatura até a região para coletar informações. Estamos apurando o fato. Mas pelo relato do vídeo, parece que ela não vai registrar ocorrência”, explicou a tenente Karem, do 25º Batalhão de Polícia Militar (BPM), ao .

No vídeo compartilhado, Dábila ainda faz um alerta às outras mães. “Eu não sabia que isso poderia acontecer comigo. Mas aconteceu, é real. Então por favor fiquem com atenção redobrada. Não postem suas vidas nas redes sociais”, alerta a mãe.

Veja o vídeo postado pela mãe: 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER