02.11.2018 | 07h00


GELO NAS VEIAS

Casal que matou motorista de Uber a facadas foi ao velório e 'confortou' família

Pedro Victor de Almeida Peroso cursava Direito e trabalhava como Uber para pagar a faculdade. Ele foi esfaqueado dentro do carro no bairro Princesa do Sol, em Várzea Grande.


DA REDAÇÃO

O casal Vanderson Daniel Martins dos Santos, 21 anos, e Nathaly Alanes Barbosa dos Santos Silva, 19 anos, presos por envolvimento na morte do estudante de Direito Pedro Victor de Almeida Peroso, 18 anos, revelaram que estiveram no velório da vítima no último dia 19 de outubro. 

A informação consta nos depoimentos colhidos pela delegada Jannira Laranjeira, da Delegacia de homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

“Os dois foram no velório, mas não entraram. Segundo ela (Nathaly), ficaram lá na frente do local onde Pedro era velado. Eles eram ‘amigos de verdade’, se chamavam de irmãos [Pedro e Vanderson]. E isso nos chama atenção pela frieza com que o crime foi cometido”, explica Jannira ao .

Arquivo Pessoal

Pedro Peroso

Pedro foi morto com vários golpes de faca.

A execução

No depoimento, o casal contou a delegada Jannira Laranjeira que o crime foi motivado por dívidas, mas a polícia ainda busca outros elementos para confirmar a suspeita.

Nathaly Alanes revelou que na noite do dia 18 de outubro foi para casa do namorado, com o filho de 11 meses, local onde também funciona um lava jato do acusado.

Por volta da meia noite, segundo a jovem, o telefone do namorado começou a tocar, mas ele não atendeu. No entanto, em seguida, Vanderson saiu de casa por volta da 1h30, em uma moto, mas não falou aonde iria.

Porém, as investigações apontaram que a vítima utilizou seu cartão bancário em dois estabelecimentos comerciais, em Várzea Grande, respectivamente, por voltas das 3h03 e 3h34. Imagens de um dos estabelecimentos mostram que Pedro estava acompanhado de seu assassino. 

O autor do crime, conforme o depoimento, voltou para casa antes das 4h da madrugada com as roupas todas ensanguentadas e com uma faca suja de sangue. Ele admitiu para a namorada que tinha matado Pedro Victor, no bairro Princesa do Sol, em Várzea Grande.

O motivo do crime teria sido para não pagar uma dívida. Veja aqui.

 

Leia também

Polícia prende casal suspeito de matar 'Uber' estudante de Direito em VG

Aluno de Direito é executado a facadas; vísceras ficam expostas

Polícia prende casal suspeito de matar 'Uber' estudante de Direito em VG











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

O Governo de Mauro Mendes vai ser melhor ou pior que o de Pedro Taques?

Melhor

Pior

Iguais

Não sei

  • Parcial Votar

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER