12.10.2017 | 08h49


FALTA DE TRANSPARÊNCIA

Vereadores abrem CPI e afastam prefeito de Acorizal por 90 dias

O vice-prefeito Benedito Figueiredo (PSC) assume o cargo nesta quinta-feira (12).


DA REDAÇÃO

Os vereadores de Acorizal afastaram na noite de quarta-feira (11) o prefeito Clodoaldo Monteiro (PSDB) por 90 dias e instalaram Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar crimes de responsabilidade fiscal. Foram seis votos a favor do afastamento e três contrários.

Os vereadores consideraram denúncias de que o gestor teria utilizado maquinário da prefeitura em área particular, de falta de envio do balancete orçamentário ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e à Câmara Municipal, e por não responder a requerimentos feitos pelos parlamentares, além de atrasos no duodécimo. As denúncias foram feitas no último dia 9 de outubro pelo advogado Izael Botelho.

O vice-prefeito Benedito Figueiredo (PSC) assume o cargo nesta quinta-feira (12). 

A CPI foi composta pelos vereadores Adão Neponuceno (PSDB), como presidente, e Diego Ewerton (PSD), que será o relator e Judynei Correa (PSD). A comissão terá 90 dias para investigar o prefeito, porém o prazo pode ser prorrogado por igual período.

Falta de transparência

Em agosto, Clodoaldo já tinha sido multado pelo TCE por falta de transparência em sua gestão ao não atualizar o “Portal Transparência” do site da Prefeitura Municipal.

O relator da representação, conselheiro José Carlos Novelli, apontou em seu voto que em diversas consultas no site da Prefeitura de Acorizal ficaram comprovadas restrições ao link destinado ao Portal Transparência, em desacordo com a citada legislação.

Diante disso, Novelli acolheu o parecer do MP de Contas e votou no sentido de julgar procedente a Representação de Natureza Interna, e ainda aplicou multa no valor de R$ 758,34 ao prefeito, que deveria ser paga no prazo de 60 dias.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER