09.06.2019 | 08h29


ROSANGELA MATOS

Amor e negócios

Pesquisas mostram ser possível ter mais felicidade e trabalhando com marido

Casais que escolhem embarcar juntos no empreendedorismo são cada vez mais frequentes. Mas será que existe um jeito de fazer a sociedade dar certo sem prejudicar a relação?

Pesquisas recentes mostram que é possível ter duas vezes mais felicidade e satisfação trabalhando com o marido na mesma empresa do que se comparado a casais que não convivem no mesmo ambiente profissional, segundo a Universidade do Estado de Utah, nos Estados Unidos.

Já os dados da pesquisa feita no Brasil pela International Stress Management Association ISMA-BR), mostram que trabalhar junto com o parceiro pode gerar menos conflitos e cobranças na relação, menor exaustão profissional e melhores recursos para lidar com o estresse. Incrível né?

Se você e o seu parceiro tem esse sonho, mas você ainda está com receio de dar esse passo, quero te apresentar os 7 mandamentos para que o amor e os negócios andem de mãos dadas.

1- Tenha maturidade para não levar para o lado pessoal

Sempre que uma discussão mais intensa acontecer no trabalho, procure não levar para o lado pessoal, e tenha maturidade para resolver a situação sem competir para ver quem está certo ou errado.

2- Roupa suja se lava no tanque

Não é fácil simplesmente “virar a chave” depois de uma briga horrível em casa e ir trabalhar pela manhã, mas levar o assunto para o trabalho vai gerar um caos desnecessário. Façam reuniões na empresa para assuntos referentes ao trabalho e discutam a relação depois do expediente. Outra coisa, não deixe de ir trabalhar por estar chateada(o), leve o seu negócio a sério.

3- Nada de sujeira embaixo do tapete

Toda vez que um problema não é resolvido ele aumenta de tamanho, e assim como um casamento acaba por pequenos motivos que vão se somando, uma sociedade entra em crise pela mesma razão, sejam parceiros de jornada e jamais evitem assuntos difíceis.

4- Respeite seu marido e sócio (a)

Informações pessoais não devem ser usadas para magoar ou manipular, lembre-se que o respeito é um pilar fundamental em qualquer relação.

5- Negócio é negócio, casamento a parte

É importante que cada um saiba as suas funções na empresa. Como sócios avaliem sempre juntos decisões importantes, mantenham a contabilidade em dia, combinem o valor de pró labore de cada um e separem contas pessoais e da empresa.

6- Elogie mais e critique menos

A falta de reconhecimento é um dos maiores desmotivadores que existem, assim como é importante fazer um elogio por dia ao seu marido em casa, faça um elogio por dia ao seu sócio, isso vai influenciá-lo a fazer a mesma coisa.

7- Tenha um tempo na sua semana para fazer algo por você longe do sócio e marido e deixe que ele faça o mesm

Ter uma vida interessante fora do trabalho e longe do seu amor e sócio, é um ingrediente para viver uma relação mais feliz e uma sociedade duradoura.

Amor e negócios é uma mistura que pode ser um sucesso se ambos estiverem dispostos a fazer dar certo, pois  não é o amor que vai ajudar o casal a se relacionar melhor quando trabalham juntos, é a forma de se relacionar no trabalho que vai aumentar o amor do casal.

Rosangela Matos é terapeuta de relacionamento

Os artigos assinados são de responsabilidade do autor, não apresentando, portanto, a opinião do site ReporterMT.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.


Confira também nesta seção:
16.06.19 07h55 »  O respeito e seu significado
16.06.19 07h55 »  Verás que um filho
16.06.19 07h55 »  Unemat
16.06.19 07h55 »  O VLT e a Smart City
15.06.19 07h55 »  As dores da alma
15.06.19 07h55 »  Desafiando o tabu
15.06.19 07h55 »  O lado mais fraco
15.06.19 07h55 »  Contorno Leste
14.06.19 07h55 »  De que lado você está?
14.06.19 07h55 »  Presunção de inocência

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER