09.02.2019 | 10h22


LAVAGEM DE DINHEIRO

Policiais de MT recebem treinamento da Embaixada Francesa em Cuiabá



Trinta profissionais de Segurança Pública de Mato Grosso participam de uma capacitação ministrada pela Polícia Francesa, em Cuiabá. A abertura do curso de repressão à “Lavagem de Dinheiro no Combate ao Tráfico de Drogas”, ocorrerá nesta segunda-feira, 11 de fevereiro,  no auditório da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT), na Capital.

O curso é promovido pela Embaixada da França no Brasil, em parceria com a Polícia Judiciária de Mato Grosso. A capacitação foi ofertada pelo Governo Francês, após visita ao Estado de Mato Grosso, quando no segundo semestre de 2018, conheceu a estrutura da Diretoria de Inteligência e o Laboratório de Tecnologia Contra a Lavagem de Dinheiro da Polícia Judiciária Civil.

Sob a coordenação da Diretoria de Inteligência da PJC, a capacitação proporcionará  conhecimento a 22 policiais civis, lotados nos núcleos de inteligência, do interior e região metropolitana, e também a oito servidores de instituições convidadas.

O diretor de Inteligência da Polícia Civil, delegado Juliano Silva de Carvalho, disse que o curso visa à capacitação de servidores da PJC e também do Ministério Público Estadual, Procuradoria Geral do Estado, Polícia Federal, Secretaria Adjunta de Inteligência da Sesp e CIRA, gerando troca de experiências, conhecimento das ferramentas e das boas práticas utilizada pela Polícia Francesa no enfrentamento à lavagem de capitais, não somente do dinheiro advindo do tráfico de drogas, mas também por organizações criminosas e outras modalidades afins.

“Esse curso visa um aprendizado específico sobre as apreensões e aquisições advindas do crime, e seu aproveitamento pelos organismos estatais, principalmente, os órgãos de segurança pública, que trabalham diretamente no enfrentamento à lavagem de dinheiro e ao crime organizado”, pontuou.

O curso tem duração de cinco dias (com 40 horas/aulas), iniciando nesta segunda-feira. Os primeiros quatro dias ficarão a cargo de dois policiais franceses, a capitã da Polícia Nacional Francesa, Sylvie Flamand, que é especializada na luta contra crimes financeiros, lavagem de dinheiro e a apreensão de bens adquiridos por meio de crimes e o tenente-coronel Pierre Fernandez, da Gendarmerie National Francesa, que é diretor do Centro Interministerial de Formação Anti-Droga (CIFAD) desde agosto de 2017. 

A capitã Sylvie trabalha no Centro Interministerial de Formação Anti-Droga (CIFAD), desde março de 2015.

O encerramento se dará com palestras dos delegados da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Cristiano Reschke e Felipe Bringhente, especializados também no tema de lavagem de capitais.

Os dois delegados vão apresentar casos de boas práticas utilizados no Estado do Rio Grande do Sul, sobre o efetivo combate ao crime organizado e aplicação da  inteligência nas investigações sobre à lavagem de dinheiro.

“São estudos de casos práticos voltados à proteção da sociedade e da rede financeira face ao enfrentamento da criminalidade organizada”, explicou o diretor de Inteligência da PJC.

As disciplinas abordarão assuntos ligados às questões do tráfico de drogas e lavagem de dinheiro: Geoestratégia e drogas; Os crimes de lavagem de dinheiro e a não-justificação de recursos; Lavagem de dinheiro: definição, tipologias e técnicas; A investigação patrimonial; Apreensão de aquisições advinda do crime, e aulas práticas.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

GESTÃO

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora?

Excelente: MT foi destruído por governos anteriores

Bom: Está enfrentando problemss que ninguém quis enfrentar

Ruim: Não faz reformas de verdade e culpa o servidor

Péssimo: Vai conseguir ser pior que Silval e Taques

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER