23.01.2015 | 17h00


DE MAL A PIOR

CAB fecha buraco, aberto para resolver vazamento, com asfalto desnivelado na Isaac Póvoas

Prefeitura diz que vai notificar empresa, para ela refazer o recapeamento do asfalto


DA REDAÇÃO

Depois de causar tumulto e congestionamento no trânsito ao iniciar uma obra, na última quarta-feira (21), na avenida Isaac Póvoas, cruzamento com a rua Comandante Costa, em pleno Centro da capital, a concessionária de água e esgoto de Cuiabá, CAB, finalizou os trabalhos nesta quinta-feira (22) à noite e cobriu o buraco com um asfaltamento mais alto do que a pista.

O problema gerou reclamação de leitores do Repórter MT. Um deles enviou vídeo, confirmando o problema. O inrternauta passa pelo local e reclama indignado da qualidade do serviço.

 

 

A CAB, questionada pelo Repórter MT, disse que “o asfalto está novo e fica alto inicialmente alto mesmo. Conforme os carros vão passando, o asfalto, que é chamado ‘a frio’, vai se igualando ao outro antigo. Vai se compactando. A gente não consegue fazer o asfalto ficar abaixo do nível, porque também causaria problema. O asfalto foi feito ontem e tomara que ele não se desfaça com essa chuvarada”.

O secretário municipal de Obras Públicas de Cuiabá, Marcelo de Oliveira e Silva, o Marcelo Padeiro, afirma que a questão lá não é que o asfalto está somente alto. “Lá está com problema. Ele vai ter que ser refeito na segunda-feira. O asfalto já apresentou problema. Abaixo dele, o solo não foi reconstituído e ele já está virando borrachudo. Então no máximo aquilo ali vai ter que ser refeito. Na segunda-feira, eu não vou estar em Cuiabá, mas se até no meu retorno eles não tiverem reconstituído aquilo, será feita a notificação. Eu passei hoje por lá e vi que o serviço que eles fizeram  de recuperação de pavimento não ficou bom”.

O secretário diz que o problema é o seguinte. “A CAB abriu o buraco enorme, onde fica uma adutora de 400 a 500 milímetros, o vazamento de água contaminou todo aquele material que estava embaixo. Ou seja: pegou o material que estava seco e que já estava com algum vazamento, aquilo virou uma lama. Por mais que eles retirassem aquele material e colocassem um novo, não deu tempo de compactar, até porque nós estamos em um tempo chuvoso em Cuiabá. Até o material de jazida está úmido e não vai dar uma compactação boa. Teria que deixar uns dois ou três dias a céu aberto, cobrir este material com pedras, depois colocar concretos por cima, o que poderia dar problema lá na frente. Então, no fundo no fundo, teria que fazer o serviço com mais calma, o que poderia também gerar reclamações”.

Mesmo que demorasse, segundo o secretário, a CAB tem obrigação de entregar a recuperação asfáltica em bom estado e não de qualquer jeito.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER