19.07.2018 | 18h30


BERÇO SUSTENTÁVEL

Projeto distribui móvel para evitar asfixia de bebês por pais em Cuiabá

O kit reúne caixa de papelão, colchão, fraldas de pano, brinquedo e cartilha. Com menor mobilidade são evitados os riscos de morte súbita dos bebês.


DA REDAÇÃO

O Programa de Ação Social da Unimed Cuiabá (PróUnim) e do Hospital Santa Helena lançou o projeto Primeiro Berço Sustentável, inspirado em uma experiência  da Finlândia, que possui uma das menores taxas de mortalidade infantil do mundo. 

Em entrevista ao , a diretora de mercado da Unimed Cuiabá, Suzana Palma explicou que o projeto entrega um kit com caixa de papelão, colchão, fraldas de tecido, brinquedo e cartilha que a mamãe e o bebê receberão ao ter alta do Hospital Santa Helena.

A ideia do berço em formato de caixa de papelão tem como objetivo oferecer mais segurança ao bebê, pois limita sua mobilidade e evita morte por acidentes.

"Quando a criança rola um pouco na cama e fica de bruços, ela não tem a maturidade para virar o pescoço e respirar, podendo ocorrer sufocamento até mesmo pelos inúmeros acessórios que se tem no berço convencional", alerta a médica. 

Além da segurança, o berço sustentável segue um conceito de filosofia de vida, motivando a afetividade e a igualdade social.

"Num momento seguinte em que a criança vai crescendo, essa caixa se torna um depositário das lembranças daquele bebê. Às vezes, num mundo corrido do consumismo, nós perdemos", destaca a médica. 

Esta primeira fase terá três meses de duração e deve atender uma média de 700 bebês por mês, independente do parto ser por meio de plano de saúde, particular ou SUS. 

Confira a entrevista na íntegra:

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER