10.02.2017 | 20h20


MEDIDA POLÊMICA

Controlador afirma que auditoria feita sobre licenças não atrasa benefícios

Ciro Rodolpho Gonçalves afirma que medida foi necessária para manter lisura nos processos de benefícios a servidores


Da Redação

Em entrevista ao , o controlador-geral do Estado, Ciro Rodolpho Gonçalves, defendeu a necessidade da auditoria que ocorreu sobre o controle de concessão de licenças médicas aos servidores do Governo do Estado, a partir da qual foi produzido um relatório e afirmou que a medida não irá atrasar a liberação dos benefícios respaldados pela legalidade.

“A ideia é reforçar o controle social sobre a aplicação do dinheiro público no âmbito do Governo de Mato Grosso, alavancando a nota de transparência”, declarou.

Ciro Rodolpho argumentou que a ação coordenada pela Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) foi essencial para manter a lisura nos processos de pessoal.

“Os auditores não discutem o mérito clínico da licença”, afirmou o secretário.

O resultado, segundo ele, vai garantir também que ao conhecer as causas desses afastamentos, sejam realizadas ações de prevenção. Ao todo, 41% de todos os afastamentos médicos estão relacionados a 15 tipos de enfermidades, das quais 46% são referentes a transtornos, ansiedade e depressão.   

Corrupção

O controlador destaca que a CGE tem tido trabalho de destaque no combate à corrupção. Ele lembra que as investigações e operações policiais que levaram para a cadeia vários agentes políticos da gestão passada do Governo, assim como empresários, tiveram início a partir de relatórios produzidos pela Controladoria.

O Governo agora prepara um projeto que permita ao cidadão o acesso ao chamado Monitoramento Inteligente de Riscos e Auditoria (Mira), um sistema até então exclusivo dos auditores, que já vem sendo utilizado pelo governador Pedro Taques (PSDB) e por secretários de Estado.

“A ideia é reforçar o controle social sobre a aplicação do dinheiro público no âmbito do Governo de Mato Grosso, alavancando a nota de transparência”, declarou.

O Estado ocupa hoje a 11ª posição no ranking da transparência nacional. Com a meta de conquistar a 5ª colocação, o Estado trabalha para aumentar o número de informações disponibilizadas no Portal da Transparência.

Confira a entrevista na íntegra:

 

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER