15.03.2019 | 15h00


VEJA O VÍDEO

Gilmar Mendes chama promotores da Lava Jato de 'cretinos' e 'gentalha'



O ministro mato-grossense Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), subiu o tom nas críticas contra os procuradores da Lava Jato ao votar pelo envio de processos de caixa 2, que tenham veiculação com outros crimes, como corrupção, à Justiça Eleitoral.

Ao anunciar seu voto, na tarde de quinta-feira (14), Mendes chamou membros da força-tarefa em Curitiba (Paraná) de “cretinos” e “gentalha”.

O ministro ainda cita o fato de o Ministério Público Federal do Paraná criar um fundo, no montante de R$ 2,5 bilhões, para administrar o dinheiro pago pela Petrobras como forma de encerrar processos nos Estados Unidos, que apuram esquema de corrupção na empresa.

A declaração ocorre após integrantes da Operação Lava Jato criticarem a medida aprovada pelos ministros do STF, pois apontam que a Justiça Eleitoral não tem estrutura para decidir sobre processos mais complexos como lavagem de dinheiro, por exemplo.

“Quem encoraja esse tipo de coisa é um covarde. Quem é capaz de encorajar esse tipo de gente, gentalha, despreparada e não tem condições de integrar um órgão como o Ministério Público. Isto é um modelo ditatorial. Se eles estudaram em Harvard ou em alguma coisa não aprenderam absolutamente nada. São uns cretinos, não sabem o que é processo civilizatório, não sabem o que é processo”, criticou.

Assista o vídeo:











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

GESTÃO

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora?

Excelente: MT foi destruído por governos anteriores

Bom: Está enfrentando problemss que ninguém quis enfrentar

Ruim: Não faz reformas de verdade e culpa o servidor

Péssimo: Vai conseguir ser pior que Silval e Taques

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER