12.06.2019 | 10h23


RECURSO NO TRE

Desembargadora declara suspeição e deixa relatoria de cassação de Selma Arruda



 

A desembargadora Marilsen Andrade Addario, que estava como relatora no processo que cassou o mandato da senadora Selma Arruda no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), se declarou impedida de continuar à frente do julgamento do recurso e com isso o caso fica sob a relatoria do vice-presidente da Corte, desembargador Sebastião Barbosa Faria.

A declaração de impedimento ocorre porque com a tomada de posse de alguns juízes eleitorais, Marilsen será a presidente da sessão que julgará os recursos impetrados pela defesa de Selma Arruda.

 

A cassação do mandato de Selma Arruda ocorreu por acusação de crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico, na campanha de 2018.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER