21.08.2019 | 14h48


MUNDO

Tratador é morto por dois leões e uma leoa ao tentar consertar cerca

Leon van Biljon, de 70 anos, conhecido como Homem-Leão, convivia em harmonia com os leões Rambo e Nakita e a leoa Katryn



Um tratador e dono de uma fazenda de observação de leões em Hammanskraal (África do Sul) foi morto por três felinos quando tentava consertar a cerca em que os animais eram mantidos.

Leon van Biljon, de 70 anos, conhecido como Homem-Leão, convivia em harmonia com os leões Rambo e Nakita e a leoa Katryn no Mahala View Lion Game Lodge. Porém, ao se aproximar da cerca, ele deu as costas aos felinos, que o atacaram.

Os leões e a leoa foram abatidos a tiros para que paramédicos pudessem se aproximar de Leon. Mas nada mais podia ser feito, de acordo com o "Daily Mirror".

"Um leão veio por trás e agarrou o pescoço de Leon. Não havia nada a fazer para salvá-lo", disse uma testemunha.

Ambientalistas manifestaram repúdio à decisão de abater os animais.

Semanas atras, Leon tinha posto a fazenda à venda por cerca de R$ 1 milhão a fim de se aposentar.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER