23.06.2019 | 07h55


SAÚDE E BEM ESTAR

Risco de hemorroida aumenta após os 40 anos

A hemorroida pode ser classificada como interna, se estiver localizada dentro do canal do ânus, ou externa, se estiverem para fora, na borda do ânus.



Ninguém gosta de sair por aí dizendo que está com hemorroida, mas o fato é que o problema é extremamente comum e, apesar de não ser grave, é bastante desconfortável. Sangramento e dor são as manifestações mais frequentes das veias dilatadas na região do ânus, sendo que, em alguns casos, o vaso doente pode se projetar para fora, gerando uma saliência ou nódulo que é chamada pelos médicos de prolapso.

Pesquisas mostram que metade da população adulta vai ter algum episódio ao longo da vida, embora nem todo caso exija tratamento. O problema é pouco comum antes dos 20 anos de idade, e o risco aumenta após os 40 anos.

Hemorroida ou doença hemorroidária?

Todo mundo tem vasos sanguíneos na região do ânus que se dilatam e se retraem durante os movimentos intestinais. Só quando elas produzem sintomas é que se fala em doença hemorroidária.

Tipos de hemorroida

A hemorroida pode ser classificada como interna, se estiver localizada dentro do canal do ânus, ou externa, se estiverem para fora, na borda do ânus.

Fatores de risco

A postura ereta dos seres humanos já leva a um aumento natural da pressão sobre as veias da região anal. Porém, algumas pessoas podem ter uma tendência genética ao problema, agravadas por determinados fatores ambientais.

Hereditariedade (a propensão genética é considerada o principal fator de risco) Esforço na hora de evacuar Constipação ou fezes ressecadas (em geral devido à hidratação insuficiente e/ou baixo consumo de fibras).Diarreia Uso crônico de laxantes Obesidade Gravidez (com frequência no fim da gestação, quando o peso sobre as veias da região anal é maior) Envelhecimento (com o passar da idade há perda de colágeno e os vasos sanguíneos ficam mais propensos a descer).

Pimenta e condimentos causam o problema?

Alimentos apimentados ou condimentados podem causar irritação e desconforto para quem está com hemorroida, mas não é possível dizer que esses itens causam o problema.

Sexo anal pode causar hemorroida?

A prática não causa o problema, mas o sexo anal deve ser evitado enquanto a pessoa tiver com a doença hemorroidária ou qualquer outro desconforto na região anal, a fim de evitar dores, inflamação e machucados.

Sintomas

Sangramento anal, com ou sem dor Presença de sangue (geralmente vermelho vivo) nas fezes ou no papel higiênico, após a limpeza Coceira ou irritação no ânus Sensação de latejamento Dor contínua ou ao evacuar Sensação de evacuação incompleta Nódulo doloroso ao redor do ânus (prolapso).

Complicações

As complicações das hemorroidas mais frequentes são sangramento, dor e trombose hemorroidária (entupimento do vaso que pode provocar dor aguda).

Hemorroida pode virar câncer?

Não, não há qualquer relação entre hemorroidas e câncer de reto. Porém, como as duas doenças podem provocar sangramentos, é preciso procurar sempre um coloproctologista ou cirurgião do aparelho digestivo para avaliação.

Diagnóstico

A doença hemorroidária pode ser diagnosticada no próprio consultório médico, com exame físico da região anal. O profissional também pode solicitar uma anuscopia, exame rápido e indolor em que um tubo fino é inserido no reto. Exames complementares podem ser solicitados.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER