08.06.2019 | 10h08


ALERTA DE PERIGO

Quatorze leões escapam de parque na África do Sul

As autoridades pedem alerta à população. Os animais foram vistos nas proximidades de uma mina de fosfato, perto da cidade de Phalaborwa, no limite oeste do Parque Kruger Por AFP



Joanesburgo - Quatorze leões perambulavam perto de uma cidade no nordeste da África do Sul depois de escaparem do Parque Nacional Kruger. As autoridades pedem alerta à população. Os animais foram vistos nas proximidades de uma mina de fosfato, perto da cidade de Phalaborwa, no limite oeste do Parque Kruger. Não se sabe desde quando os felinos estão soltos.

"Pedimos aos trabalhadores da mina de Foskor e à população que permaneçam vigilantes", alertou o Ministério do Meio Ambiente e Turismo da província de Limpopo, onde o parque está localizado. As autoridades da província e do parque não entraram em acordo sobre como levar os animais de volta à reserva.

Em uma reunião, concluiu-se que os leões tinham de ser capturados e levados para o Kruger, disse o Ministério. O parque acredita, porém, que essa medida não será eficaz.

"Eles vão voltar a escapar, e outros leões que dominam a região vão expulsá-los", disse o porta-voz do Kruger, Ike Phaahla, segundo a rede de televisão SABC.

"Temos que identificar um parque natural para onde (os leões) possam ser levados para que estabeleçam seu próprio território", explicou.

Até que o assunto seja resolvido, os felinos "representam um perigo para aqueles que trabalham na área", alertou.

Na quarta-feira à noite, um leopardo do Parque Kruger atravessou uma cerca elétrica e invadiu um local da equipe da reserva, onde matou um menino de dois anos.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER